Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Família Fabaceae (Leguminosae)

Paubrasilia enchinata – pau-brasil

Paubrasilia enchinata – pau-brasil

Compreende esta família, uma das maiores dentre as Angiospermas, cerca de 650 gêneros e aproximadamente 18.000 espécies espalhadas por todo o mundo, especialmente nas regiões tropicais e sub tropicais. No Brasil ocorrem cerca de 200 gêneros e 1500 espécies.

São plantas de hábitos muito variados, desde grandes árvores das matas tropicais, a arbustos, sub arbustos, ervas anuais ou perenes e também muitas trepadeiras.

Vivem nos mais variados ambientes, em diferentes latitudes e altitudes e é também uma das principais famílias do ponto de vista econômico.

Conhecidas como leguminosas pelo fruto tipo legume, também conhecido como vagem, exclusivo desse grupo.

Phaseolus vulgaris - feijão

Phaseolus vulgaris – feijão

As folhas são geralmente compostas de disposição alterna, pari ou imparipenada, com estípulas às vezes transformadas em espinhos. Folhas e folíolos com articulações que permitem movimentos diuturnos, como no caso de certas espécies de Mimosa, as conhecidas sensitivas.

Tipuana tipu - tipuana

Tipuana tipu – tipuana

Flores variadas de simetria radial, com cálice e corola pentâmeros e geralmente bissexuadas. Disco nectarífero geralmente presente.

Fruto variado geralmente do tipo legume, seco, descente por duas valvas.

Cassia grandis - cassia rosa

Cassia grandis – cassia rosa

Sementes às vezes envolta em mucilagem ou polpa doce (Ingá)

Inga spp - ingá

Inga spp – ingá

As Fabaceae eram tradicionalmente divididas em três subfamílias: Mimosoideae, Caesalpinioideae e Faboideae, mas esta divisão tem sido alvo de divergências entre os diferentes autores.

Outra importante aplicação das Fabaceae é o seu uso na adubação verde, pelo fato das plantas desta família viverem em simbiose com certas bactérias capazes de fixar o nitrogênio do ar, encontradas nos conhecidos nódulos das raízes. Exemplo: o feijão-guandu, o lablab, a crotolária, a alfafa.

Lablab purpureus - lab-lab

Lablab purpureus – lab-lab

Cajanus cajan - feijão-guandu

Cajanus cajan – feijão-guandu

Crotolaria spp - crotolária

Crotolaria spp – crotolária

Inúmeras são as Fabaceae utilizadas como ornamentais, sendo a principal família utilizada na arborização urbana no Brasil.

Caesalpinia pluviosa - sibipiruna

Caesalpinia pluviosa – sibipiruna

Bauhinia variegata - pata de vaca

Bauhinia variegata – pata de vaca

Erythrina speciosa - eritrina candelabro

Erythrina speciosa – eritrina candelabro

Chloroleucon tortum - tataré

Chloroleucon tortum – tataré

Delonix regia – flamboyant

Diversas espécies produzem madeira de excelente qualidade incluindo a cerejeira, o angelim, a sucupira, o jacarandá da Bahia,  etc.

Enfim, a Fabaceae está presente na maioria dos ecossistemas naturais brasileiros.

Nascida em São Paulo.
Formada em Biologia pela USP em 1970.
Atua na Área de paisagismo há 20 anos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

4 Comments

  1. A que familia pertence essa planta papilionoideae

    • Isabel,

      A Papilionoideae, é uma subfamília botânica pertencente às leguminosas (Fabaceae).

      Abraços

  2. Ola
    Boa Tarde
    Muito bom, gostei
    Estou mudando de vida, voltando as origens da minha família e indo pro campo
    Pretendo plantar de tudo lá, inclusive muita leguminosa, pois quero fazer adubação verde com as leguminosas
    Moro no Pará, aqui tem muitas, ando pesquisando quais utilizar, mas tem muita referencia ao feijão gandú, mas quero plantar floresta e vou optar pelas maiores que eu encontrar aqui no norte. Rsrsrsrs

    • Obrigado pelo comentário, Francisco!

      O feijão-miúdo, o ingá-cipó, o papo-de-mutum, a abotinha e a gipoóca são leguminosas recomendadas para sua região.

      Todas são boas opções para o Pará.

      Abraços