Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Typhonodorum lindleyanum

banana d’água, tifonodoro

Começo este texto com um adjetivo que serve para definir esta planta: espetacular. E como realmente chama minha atenção e a sua, seguramente também, agregaria outras qualificações, como: grandiosa, fantástica, aparatosa, sensacional e por aí vai até gastar todos os elogios que esta planta aquática ou semi aquática merece!

flor

flor

De fácil cultivo devemos respeitar alguns requisitos fundamentais, como clima quente e úmido e solos lodosos ou permanentemente encharcados, sendo deste modo ideal nas margens dos lagos, tanques e espelhos d’água que sejam condizentes com o tamanho que atinge e não apenas na altura mas, igualmente, na extensão de suas brotações que acabam formando colônias densas.

fruto

fruto

As flores tem um perfume não muito agradável, porém não é sentido a distância e graças a ele seus polinizadores, os besouros, são atraídos. Além disso é importante destacar que não é comestível, já que todas as partes da planta contém cristais de oxalato de cálcio, uma substância que, se ingerida, faz com que a boca, a língua e a garganta sintam como se pequenas agulhas estivessem queimando e beliscando-as, causando edemas e irritações graves. Tampouco seu manuseio é recomendado por ocasionar irritações na pele. Apesar destes cuidados as sementes, depois de torradas, são muito apreciadas pelos nativos de Madagascar.

Entretanto nada disto tira o brilho do tifonodoro no paisagismo, prova disto é o uso constante que Roberto Burle Marx lhe dedicava nos seus projetos.

  • Sinônimos estrangeiros: water banana, giant acuatic arrowhead, giant arum (em inglês); bananier aquatique, oreilles d’éléphant, alocasia d’eau, faux bananier (em francês); malanga de pantano (em espanhol); aquatischer riesenaronstab (em alemão); viha, mangoaka (em malgaxe).
  • Família: Araceae.
  • Características: Arbusto aquático de textura herbácea.
  • Porte: de 2,00 a 3,50m de altura.
  • Fenologia: Final do verão, outono e início da primavera.
  • Cor da flor: Branco esverdeada.
  • Cor da folhagem: verde.
  • Origem: Madagascar, Camarões, ilha de Pemba e de Unguja, no arquipélago de Zanzibar e Ilhas Mauricio.
  • Clima: Tropical/ subtropical, não tolera geadas.
  • Luminosidade: Sol pleno, meia-sombra.

 

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.