Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Bougainvillea spectabilis

Primavera, buganvília, juá-francês, cansarina, primavera, três-marias, ceboleiro

Cultivada como trepadeira é usada para revestir caramanchões, pérgulas, pórticos, cercas e muros de entrada, onde cresce com muito vigor, especialmente no litoral, soltando longos ramos espinhosos. É muito similar à Bougainvillea glabra,  uma árvore de grande porte. Esta espécie é largamente hibridada, existindo hoje mais de 300 variedades de buganvílias em todo o mundo, com portes e floradas diferentes da espécie típica. Suas brácteas formam grandes cachos na extremidade dos ramos, com flores simples ou dobradas. 

O primeiro a descrever a buganvília foi o botânico Philibert Commerçon, que acompanhou o almirante da Marinha francesa Louis Antoine de Bougainville na expedição ao redor do mundo de 1766 a 1769 , e publicado pela primeira vez por Antoine Laurent de Jussieu em 1789. Quem observou por primeira vez a trepadeira foi Jeanne Baré , amante e assistente de Commerçon, enquanto ele se achava no navio acamado por causa de uma doença; por não poder embarcar como mulher, ela se disfarçou de homem para fazer a viagem, dessa forma se tornou a primeira mulher a viajar em uma expedição científica pelo mar. O nome botânico é uma homenagem a Louis Antoine de Bougainville.

No paisagismo é amplamente usada, isto se justifica pala sua beleza, entretanto há dezenas de trepadeiras ornamentais que poderiam ser mais aproveitadas nos nossos jardins.

  • Sinônimos estrangeiros: Great bougainvillea, paper flower, (em inglês); santa-rita, (em Argentina); veranera, (em Colômbia); papelillo, (em Peru); bougainvillee, bougainvillier, (em francês); buganvillea, (em italiano); drillingsblume, (em alemão); felila, (em japonês); mao bao jin, jiu chong ge, san jiao hua, ye zi hua, (em Chinês); bogambilya, (em Filipinas); booganbel, (em Índia); boganvilla, kadalasupoovu-chedi, (na Malásia); bougainvillier, (na Guiana Francesa); jahanamiya, (em árabe); vukamvilia, (em grego).
  • Família: Nyctaginaceae.
  • Características: Trepadeira lenhosa, ramificada e espinhenta.
  • Porte: Ramos com mais de 6 metros.
  • Fenologia: Primavera e verão. Podem surgir flores no outono e inverno de modo esporádico.
  • Cor da flor: Brancas, rosas, vermelhas, roxas, alaranjadas, amarelas ou brancas.
  • Cor da folhagem: Verde escuro.
  • Origem: Sudeste e Nordeste do Brasil, Bolívia, Peru e Argentina.
  • Clima: Tropical / subtropical.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

8 Comments

  1. En la República Dominicana su nombre común es trinitaria. Saludos.

    • Ah, Leonel, muchas gracias por la información.

      Abrazos

  2. Nas minhas viagens reparei que nos locais mais secos, como sul da Califórnia e Mediterrâneo elas são mais bonitas! Muita “flor”

    • Sim Giselle,

      A baixa umidade ambiente e a proximidade do mar, estimulam o florescimento da buganvília.

      Abraços

  3. Não podo a minha,a não ser tiro alguns galhnhos velhos, mas tenho urina de vaca estocada e dilui uns 50 ml em 1 litro de água e borrifo..1 mês depois…tchanddepois flores que não cabem no pé de tantas que aparecem❤

    • Perfeito Anelise!

      A urina de vaca é rica em nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio,
      magnésio, enxofre, ferro, manganês, boro, cobre, zinco, sódio,
      cloro, cobalto e molibdênio!

      Abraços

  4. Raul, boa noite!Quando e como podar? Tenho uma que a três anos não da mais flores.

    • Bom dia Vânia,

      As podas devem ser feitas após a florada,no outono ou inverno, quando sua dormência ocorre, cortando os ramos mal formados e os ramos improdutivos que não apresentam brotações, estes são chamados de ramos-ladrões, porque não produzem flores.

      Abraços