Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cariniana legalis

jequitibá-rosa, jequitibá-vermelho, jequitibá-grande, pau-cachimbo, e pito-de-bugio, jequitibá-rei

Lembro de ter levado meus alunos ao Parque Estadual de Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro, no Estado de São Paulo. Foi há uns 15 anos e para abraçar o famoso exemplar que lá vive – segundo algumas fontes há mais de três mil anos – precisamos de onze pessoas segurando as mãos em torno dele. Acho que a árvore nem ficou surpresa com isto, imaginem quantos e quantos já fizeram isto bem antes da Era Cristã onde ele já contemplava o contorno desde o alto. Sim, porque depois da semente ter brotado em 3 ou 4 semanas, alcançou mais de 15 metros nos primeiros dez ou doze anos de vida.

Exemplar de jequitibá na avenida Brigadeiro Faria Lima, em São Paulo

Ouvi falar que o crescimento é rápido quando emerge no meio da floresta. Talvez você que está lendo isto possa fazer uma experiência semeando algumas das 22.500 sementes contidas em apenas um quilo de frutos. Mas não se esqueça de que é uma grande árvore, fantástica desde o ponto de vista paisagístico, porém deve ser plantada em espaços amplos para luzir melhor.

Flor

Um dado curioso é que são os macacos os responsáveis principais pela dispersão das sementes e outro, não menos singular e bizarro, é que o cachimbo do Saci-Pererê é feito com o fruto do jequitibá.

Fruto

  • Sinônimos estrangeiros: jequitibá-tree-pink, (em inglês); yesquero blanco, papelillo, caspi, (em espanhol); kai kay’gua, (no Paraguai); yiki-t-ybá, (em tupi-guarani).
  • Família: Lecythidaceae
  • Características: Árvore gigantesca, com uma espessura de até 5 cm, na sua casca, rígida e profundamente sulcada.
  • Porte: Alcança 50 metros de altura e 7 metros de diâmetro nas matas; nas áreas urbanas por volta de 20 metros.
  • Fenologia: Floração no verão. Frutificação no inverno até início da primavera.
  • Cor da flor: Branco-creme, reunidas em racimos.
  • Cor do fruto: Marrom.
  • Cor da folhagem: Verde com folhas coriáceas.
  • Origem: Brasil: Espirito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Paraíba. Também em Venezuela, Bolívia e Colômbia.
  • Clima: Tropical
  • Luminosidade: Sol filtrado na fase jovem e pleno quando adulto.

Raul Cânovas nasceu em 1945. Argentino, paisagista, escritor, professor e palestrante. Com 50 anos de experiência no mercado de paisagismo, Cânovas é um profissional experiente e competente na arte de impactar, tocar, cativar e despertar sentimentos nos mais diversos públicos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.