Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Caryocar brasiliense

pequizeiro, piquizeiro, pequi, piquiá-bravo, pequia-pedra, grão-de-cavalo

Foto de João Medeiros, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

O pequi é uma árvore com tronco tortuoso, muito estimado em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, locais onde os frutos são consumidos crus ou assados, com arroz e carne, resultando o famoso “arroz com pequi”, onde a polpa e o caroço são cozinhados junto, mas deve-se ter cuidado com os pequenos espinhos que podem ferir as gengivas e o palato.  Também é produzido um licor típico de sabor agradável e sorvetes deliciosos, além do mais é rico em vitaminas A e C e o óleo perfumado é utilizado para produção de cosméticos. Seus frutos são colhidos entre os meses de janeiro a abril.

Foto de Mateus Hidalgo, CC BY-SA 2.5, via Wikimedia Commons

A árvore perde as folhas na estação seca, com maior intensidade nos meses de junho e julho e são as emas, as gralhas-do-cerrado, o gambá-de-orelha-branca, o rato-do-campo, o preá, a paca e as cotias os responsáveis pela multiplicação da espécie, comendo os caroços e expelindo as sementes. As flores são mais perfumadas durante a noite, quando são visitadas por mariposas e morcegos que, igualmente, auxiliam na polinização. Já, ao longo do dia, são as abelhas e os beija-flores os visitantes mais frequentes.

A nomenclatura vem da língua Tupi e significa py = pele, qui = espinhos, ou seja, “pele com espinhos””. No paisagismo deveria ser melhor aproveitado, já que não são apenas os frutos o destaque da árvore, mas a florada belíssima que ocorre na primavera.

Foto de iurikothe, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

É propagado mediante as sementes, semeadas em um substrato arenoso à 5 cm de profundidade. As mudas jovens podem ser adubadas com cama de frango e o fertilizante Forth Cote, na fórmula 15-09-12, isto estimulará o desenvolvimento.

  • Sinônimos estrangeiros: pequi, nuez souari, (em espanhol); souari nut, pekea nut, (em inglês); péqui, (em francês).
  • Família: Caryocaraceae.
  • Características: árvore semidecídua.
  • Porte: 6 a 10 metros de altura.
  • Fenologia: primavera.
  • Cor da flor: branca.
  • Cor da folhagem: verde clara.
  • Origem: no Cerrado de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Pará, Tocantins, Bahia, Maranhão e São Paulo. Também é nativo no Leste da Bolívia e Paraguai.
  • Clima: tropical, subtropical. Muito comum no Cerrado.
  • Luminosidade: sol pleno.

Responder raul canovas Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 Comments

  1. Raul, você tem indicação de quem vende mudas de pequi aqui em Belo Horizonte ?

  2. Pode ser cultivado em jarros?

    • Francisco,

      Pode, desde que em um vaso com capacidade mínima de 80 litros, com um bom substrato.

      Abraços

  3. O Tocantins é um grande consumidor. Nas ruas de Palmas é cheio

    • Sim, Belgna,

      E refogado no óleo e sal em um fogão à lenha, fica delicioso!!!!

      Abraços

Secured By miniOrange