Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cestrum nocturnum

Dama-da-noite, flor-da-noite, coirana, coerana, jasmim-da-noite, rainha-da-noite

A dama-da-noite, como vulgarmente é mais conhecida, é um arbusto ereto e bastante ramificado desde o chão, alcançando uma altura de 1,80 metros mas, na meia sombra, pode superar os 3,00 metros. Prefere ambientes úmidos e as folhas são escuras, brilhantes e coriáceas e as flores, altamente fragrantes à noite, são tubulares. No jardim não é recomendada para ser cultivada próxima das residências, já que seu intenso perfume pode causar uma certa aversão e até alergias quando revelado a menos de 100 metros das janelas.

Seus polinizadores são borboletas, abelhas, beija-flores e, especialmente, por mariposas noturnas, Se acredita que foi Cristóvão Colombo, no século XV, que a levou para o conhecimento dos europeus; atualmente é cultivada no sul dos EUA, Austrália, Nova Zelândia, sul da China e em várias ilhas do Pacífico, como Havaí, Fiji, Taiti, Samoa, Ilhas Cook, Tonga e Guam, onde formou matagais densos e virtualmente impenetráveis, tornando-se invasora e crescendo em altitudes entre 100 e 2500 metros.

Todas as partes da dama-da- noite são extremamente tóxicas e há informes sobre mortes de gado na Nova Zelândia, pelo consumo das flores desta espécie. Não há registos que indiquem mortes de pessoas por ingerirem componentes da planta, mas podem causar dores de cabeça, tonturas, náuseas, vômitos, diarreia, espasmos, salivação e sudorese. Mas a Sociedad Farmaceutica Mexicana confirma seu uso como antiepiléptico, corroborando as teorias do botânico Maximino Martínez (1888 – 1964), que já indicava seu uso.

Para estimular uma florada longa é interessante cortar as hastes florais quando murcharem, elas voltarão a soltar botões dessa maneira.

  • Sinônimos estrangeiros: lady of the night, night jasmine, night-blooming jessamine, queen of the night, (em inglês); cestro, zorrillo, galan-de-noche, don diego de noche, dama-de-la-noche, hedeondilla, hedioncilla, palo huele de noche, (em espanhol); cestreau nocturne, lilas de nuit,  jasmin de nuit, jasmin bâtard, (em francês); gelsomino noturno, (em italiano); raat ki rani, (na Índia).
  • Família: Solanaceae.
  • Características: Arbusto semi-lenhoso.
  • Porte: 1,50 até 3,50 m.
  • Fenologia: Principalmente na primavera e o verão.
  • Cor da flor: Amarelada.
  • Cor da folhagem: Verde-escura.
  • Origem: Antilhas, México, Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá e Cuba.
  • Clima: Tropical/subtropical, suportando climas temperados.
  • Luminosidade: sol pleno, meia sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Oi Raul!! Existe uma outra que é chamada de dama da noite ou rainha da noite, não é?

    • Oi Ana Carolina,

      Sim, o cacto Rainha da noite (Hylocereus undatus). Segue a foto

      Abraços