Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Citrus x sinensis

laranjeira

Foto de Liz West, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

Esta laranjeira, classificada como Citrus sinensis, é a que proporciona frutos doces, enquanto que a Citrus aurantium origina frutas ácidas. Embora existirem vários tipos de laranjeiras, não se deve confundi-las, há cinco grupos de variedades da fruta que dominam a maior parte da produção comercial, como a Valência, a Pera Rio, a Hamlin, a laranja-Bahia, a laranja de umbigo, a westin e a Rubi, sendo São Paulo, Minas Gerais e Paraná os principais produtores.

Foto de Forest and Kim Starr, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

O tronco e os ramos mostram uma casca marrom-acinzentada, com contorno tortuoso e as folhas, de coloração verde escura, são coriáceas, brilhantes e perfumadas. Suas flores também possuem uma fragrância intensa, atraindo abelhas que auxiliam a polinização, proporcionando um mel muito apreciado. Seus frutos, as laranjas, são uma boa fonte de vitamina C, fibra e potássio. Também contêm outros nutrientes, como vitamina A, cálcio e magnésio. O Brasil é o maior produtor do mundo, fornecendo anualmente cerca de 18 milhões de toneladas da fruta, (28,8%) sendo que o Estado de São Paulo é responsável por 74% desse total. Estados Unidos, na Florida, vem em segundo lugar com 15,15% do total.

Foto de Evening42, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

O Brasil representa 81,5% do comércio mundial de suco de laranja, com cerca de um milhão de toneladas, seguido pelos Estados Unidos, com pouco mais de 100 mil toneladas de suco (USDA – 2012). Ela é a segunda fruta mais consumida no Brasil, atrás apenas da banana.

Assim como outras árvores frutíferas exóticas, as laranjeiras estão sujeitas a uma variedade de doenças e pragas que podem afetar sua saúde e produção de frutas. Algumas das doenças comuns incluem a gomose, a podridão das raízes e o vírus do endurecimento dos citros. Pragas como a mosca-das-frutas e o ácaro-da-ferrugem também podem causar danos às laranjeiras.

A reprodução por enxertia é o método mais comum de multiplica-la. Envolve enxertar um pedaço do ramo de uma laranjeira desejada (conhecida como “garfo”) em um porta-enxerto compatível. O porta-enxerto é geralmente uma variedade resistente a doenças ou com outras características desejáveis, enquanto o garfo é a variedade específica que você deseja reproduzir. A enxertia permite preservar as características desejadas da planta-mãe.

  • Sinônimos estrangeiros: sweet orange, (em inglês); naranja dulce, (em espanhol); orange douce, (em francês); orangenbaum, (em alemão); arancia dolce, (em italiano); chéngzi, (em chinês); orenji, (em japonês).
  • Família: Rutaceae.
  • Características: árvore perene.
  • Porte: 4 a 7 metros de altura.
  • Fenologia: com maior intensidade entre setembro e novembro e a colheita entre março a maio.
  • Cor da flor: branca e muito perfumada.
  • Cor do fruto: alaranjado.
  • Cor da folhagem: verde intenso.
  • Origem: nordeste da Índia, sul da China, Mianmar e Vietnã.
  • Clima: subtropical/tropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

 

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange