Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Codiaeum variegatum

Cróton

4

São centenas de cultivares espalhados pelo mundo. O colorido das folhas que por vezes surgem áureas com matizes esverdeados, se transformam em tons de púrpura, alaranjado, cor de rosa, grená, salpicando as folhas ou enfeitando-as nas bordas ou no centro delas. O formato também é muito diversificado, podendo ser oval, acicular, lobada, com forma alabardina, obtusa e, ainda, plissada, espiralada, curvada parecendo um saca-rolha e algumas tão fininhas que ganharam o apodo de “pincel de Picasso”.

Devemos sua descoberta a Georg Everhard Rumphius (1627-1702), um militar e arquiteto holandês famoso pelos trabalhos em história natural. Sua obra Herbarium Amboinensis, um catálogo de plantas da Amboina, uma ilha do arquipélago das Molucas, publicada postumamente em 1741, providenciou as bases para os futuros estudos sobre a flora dessa região da Indonésia.

Os crótons, de tão vistosos, se tornaram os prediletos nos países do Hemisfério Norte, onde são cultivadas em ambientes interno bem longe das correntes de ar frio. Entretanto, no Brasil, são plantados nos jardins a pleno sol (apenas devem ser aclimatados aqueles provenientes de viveiros com estufas), suportando bem as estiagens e os gases poluentes emitidos pelos veículos.

No paisagismo vale uma ressalva. Embora seja natural o deslumbramento que nos induze a levar mudas variadas, tanto nas cores como nos formatos de sua folhagem, devemos ser ponderados não misturando-os, sob pena de conturbar nosso jardim, abarrotando-o de pigmentações que, em lugar de alegrar, carregarão por demais nossa visão.

Podem ser usados em renques, cercas, tufos com várias mudas agrupadas e em vasos nos pátios, sacadas e jardins de cobertura. Adoram locais próximos das praias, só não suportam por muito tempo os ambientes internos, devendo-se evitar usá-los nesses casos. Ah! Use luvas para manipular esta planta, já que sua seiva pode provocar irritações na pele.

  • Sinônimos estrangeiros: garden croton, variegated croton, variegated laurel, joseph’s coat, (em inglês); croton (em Francês); croto, croton, crotón, croto variegado,  (em espanhol); puring, pudieng, tarimas, silastom, nasalou, katomas, daun garida, uhung, dahengora, abam, (na Indonésia); boangkhela paingda, pata bahar, (em Bangladesh); bian ye um, (em China); sacasaca, (em Fiji); indischer lorbeer, indischer wunderstrauch, (em alemão); henyo-boku, (em japonês);  ave’ave, (em Samoa); kohson, (na Tailândia); ku kieng, (em Vietnam)
  • Família: Euphorbiaceae.
  • Características: Arbusto.
  • Porte: 1,50 a 3,00 m. dependendo do cultivar.
  • Fenologia: insignificante.
  • Cor da flor: branca ou amarelada.
  • Cor da folhagem: Majoritariamente com variegação avermelhada, com folhas coriáceas e brilhantes.
  • Origem:  Índia, Sri Lanka, Indonésia, Malásia, Austrália e ilhas do Pacífico ocidental.
  • Clima: Tropical/subtropical (não tolera temperaturas inferiores a 12°).
  • Luminosidade: sol pleno, meia-sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.