Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cotoneaster horizontalis

cotoneáster-das-pedras

Foto de Acabashi, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Um arbusto com ramos arqueados, horizontais, cujas ramificações são secundárias. No paisagismo é polivalente e pode ser cultivado isoladamente, em renques ou maciços, formando bordaduras. Suas folhas são bem pequenas e as flores e frutos tornaram o arbusto muito singular quando cultivado como bonsai. Igualmente pode ser cultivado em taludes, vasos e jardins-rochosos, desde que bem drenados. Essas flores, na primavera, se transformam em abundantes frutos vermelhos no verão e no outono as folhas ficam com tons roxo-avermelhadas.

Foto de 阿橋 HQ, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

No final do inverno deve ser feita uma poda, retirando os ramos mal formados ou secos e, em seguida, uma adubação com torta de algodão.

Foto de Cillas, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Propagam-se por sementes ou estacas semi- lenhosas no verão.

  • Sinônimos estrangeiros: rock cotoneaster, rockspray, wall spray, (em inglês); cotoneaster, griñolera horizontal, (em espanhol); cotonnier horizontal, (em francês); cotognastro orizzontale, (em italiano); fächer-steinmispel, (em alemão); irga pozioma, (em polonês).
  • Família: Rosaceae.
  • Características: arbusto semidecíduo.
  • Porte: cresce 40 até 70 centímetros de altura, com um diâmetro de 2,20 metros.
  • Fenologia: primavera.
  • Cor da flor: branca, rósea clara.
  • Frutos: vermelhos brilhantes, no verão e outono.
  • Cor da folhagem: verde-escura e alaranjada ou rubra no outono/inverno.
  • Origem: China, Taiwan, Tibete e Nepal.
  • Clima: temperado/subtropical, tolerante ao frio intenso.
  • Luminosidade: pleno sol.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange