Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cryptanthus

estrela-da-terra, criptanto

Foto de Chhe, Public domain, via Wikimedia Commons

Este é um gênero pertencente à família das bromélias, com aproximadamente 70 espécies, todas com folhas desenhadas com várias tonalidades e formato de roseta estrelada e achatada, alcançando um diâmetro de 15 a 40 centímetros. Suas folhas tem as pontas e as bordas levemente espinhosas e sem caule. As flores são geralmente brancas, formando um cacho denso e sem pedúnculo no centro da roseta. Após a florada a planta-mãe morre, deixando sementes para a perpetuação da espécie.

Foto de Mokkie, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Deve-se cultiva-la em um solo poroso, com um bom substrato arenoso e um pouco de esfagno para manter a umidade sem encharcamento. É perfeito para formar manchas forrando o chão sob a copa das árvores ou para planta-la em vasos.

Seu nome genérico deriva do grego “cryptos” (oculto) e “anthos” (flor).

Foto de Alejandro Bayer Tamayo from Armenia, Colombia, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

É multiplicada pelas sementes ou pelas brotações junto a planta.

  • Sinônimos estrangeiros: earth star, (em inglês); estre lla de tierra, criptanto,  (em espanhol).
  • Família: Bromeliaceae.
  • Características: bromélia epífita ou terrestre de pequeno porte.
  • Porte: 10 a 25 centímetros de altura.
  • Fenologia: a planta morre depois de florir.
  • Cor da flor: creme.
  • Cor da folhagem: muito variado.
  • Origem: Brasil, desde o litoral sul do Rio de Janeiro, até a estreita faixa de Floresta Atlântica do Rio Grande do Norte. Também no Cerrado e na Caatinga.
  • Clima: tropical/subtropical úmido (não tolera geadas).
  • Luminosidade: meia sombra, mas com boa luminosidade natural.

 

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange