Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cuscuta racemosa

fios-de-ovos, cipó-dourado, tinge-ovos, aletria, cuscuta, espaguete, cipó-chumbo

Foto de Khalid Mahmood, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Uma planta trepadeira e parasita, descrita pela primeira vez pelo médico, botânico e antropólogo alemão Carl Friedrich Philipp von Martius (1794 — 1868), em 1823. Introduzida em outras regiões do mundo, incluindo a África, a Ásia e a Europa. No Brasil, é encontrada em todas as regiões, sendo mais comum em áreas tropicais e subtropicais. Seus caules são finos e amarelos e as folhas são reduzidas a escamas, as flores são pequenas e  as sementes são disseminadas pelo vento. Ela não realiza fotossíntese e depende de outra planta para obter nutrientes e água. A planta se fixa penetrando no tecido vascular da planta hospedeira, podendo parasitar uma grande variedade de plantas, incluindo gramíneas, leguminosas, árvores e arbustos, causando a morte das mesmas.

Foto de Dinesh Valke from Thane, India, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

O controle da Cuscuta pode ser feito por meio de métodos culturais e químicos. Os métodos culturais incluem a remoção manual da planta, sendo o mais eficaz, mas pode ser trabalhoso, feito, preferencialmente, antes que floresça e frutifique, a rotação de culturas e o uso de variedades resistentes. Os métodos químicos incluem o uso de herbicidas, como Diquat, Paraquat, Chlorpropham, Dichlobenil, Dacthal e Dinoseb, que são aplicados diretamente à planta, estes herbicidas não são seletivos e matam tanto o cipó quanto a planta hospedeira. É recomendado usar equipamentos de proteção individual (EPI), como luvas, botas, máscara e óculos de segurança. Também é importante lavar as mãos e a roupa após a aplicação do herbicida.

Foto de Aomorikuma(あおもりくま), CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

  • Sinônimos estrangeirosdodder, strangleweed, devil’s guts, goldthread, (em inglês);  cuscuta, yerba del diablo, culantrillo de pozo, cizaña de los prados, (em espanhol); cuscute, herbe de la paralysie, herbe du diable, (em francês); goldlack, seidenwurz, (em alemão); cuscuta, erba del diavolo, erba del ladro, (em italiano); túsīzi, (em chinês); kitsune no mago, (em japonês); geumagwipul, (em coreano).
  • Família: Convolvulaceae.
  • Características: herbácea parasita e invasora.
  • Porte: pode variar de 0,5 a 2 metros. O tamanho médio é de 1 metro.
  • Fenologia: verão.
  • Cor da flor: brancas ou amarelas.
  • Cor da folhagem: amarela.
  • Origem: Brasil, desde o Norte ao Sul.
  • Clima: tropical/subtropical/temperado.
  • Luminosidade: 6 horas de luz solar direta por dia, pode tolerar um pouco de sombra, especialmente em climas quentes.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comments

  1. Works as described, has helped me keep my plants alive will being away for a long weekend.
    https://www.rainpointonline.com/

    • irrigation store,

      I don’t understand, how did it help?

Secured By miniOrange