Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Eranthemum pulchellum

sálvia-azul, camarão-azul

Lembro da primeira vez que me deparei com ele. Era um renque compacto com mais ou menos 15 metros de extensão correndo ao longo de uma cerca encostada na calçada. Profusamente florido, o maciço chamou minha atenção pelas flores azul-cobalto que saltavam de dentro dessa folhagem verde escura e levemente peluda.

Depois de averiguar sobre suas particularidades fiquei sabendo que o crescimento é muito rápido e que podando-o severamente depois da florada permanece compacto, caso contrário os ramos longos lhe dão um aspecto desajeitado. Inclusive o corte das flores murchas evitam o surgimento de cochonilhas e fungos.

Pega facilmente em estacas e prefere solos soltos e adubados com matéria orgânica. É uma esplêndida escolha para áreas onde o sol não penetra, especialmente se consideramos que não são muitas as espécies que florescem durante um longo período na sombra.

  • Sinônimos estrangeiros: blue eranthemum, winter blue, blue sage (em inglês); salvia azul (em espanhol); gulsham, neelamulli, neelambaramu (em Índia).
  • Família: Acanthaceae.
  • Características: arbusto semi-herbáceo de crescimento compacto.
  • Porte: 1,50 a 2,00 m.
  • Fenologia: fim do inverno, primavera e verão.
  • Cor da folhagem: verde escura, com folhas pilosas.
  • Origem: Índia, China, nos vales formados pela Cordilheira do Himalaia.
  • Clima: Subtropical / tropical, sensível às geadas, mas tolerante as baixas temperaturas.
  • Luminosidade: sombra parcial ou total.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.