Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Euphorbia ingens

Cacto-candelabro

É natural que seja confundido com um cacto, já que seu aspecto se assemelha muito com as espécies dessa família. No entanto a diferença está em sua seiva, um látex característico das euforbias, como é o caso da coroa-de-cristo, dos crótons, do bico-de-papagaio, das jatrofas e de muitas outras que possuem essa substância cáustica e bastante irritante em contato com a pele. A espécie foi batizada de ingens por causa do epíteto latino que significa “enorme”, dado o porte que alcança. As subdivisões dos caules suculentos, com espinhos e folhas reduzidas, deram origem ao nome popular pelo aspecto ramificado similar ao candelabro.

Cultivado a pleno sol, em solos arenosos e bem drenados, não suporta a umidade excessiva nem sombreamento, apodrecendo nestas condições, entretanto é uma planta bastante tolerante ao frio, mas não tolera geadas. As flores atraem borboletas, abelhas e outros insetos, que os polinizam ao reunir pólen e néctar e seus frutos redondos tornam-se roxos quando maduros, atraindo a avifauna. É bastante comum observar ninhos de pássaros nele, especialmente os pica-paus que costumam usar segmentos descascados para esse propósito, sendo protegidos de predadores – cobras sobretudo – por causa dos espinhos.

Florada

No paisagismo seu luzimento é notável, tanto posicionado próximo de muros, quando iluminado com um espeto que permita a projeção de sombras, como em grandes vasos marcando acessos ou portais.

  • Sinônimos estrangeiros: candelabra tree, cactus spurge (em inglês); naboom, gewone naboom, mohlohlokgomo, mokgoto, unhlonhlo, nkondze, nkonde, mugonde, muhonde, mukonde,umhlonho (nas regiões do sul da África); kaktus-wolfsmilch (em alemão); árbol candelabro (em espanhol); euphorbe candelabre (em francês).
  • Família: Euphorbiaceae.
  • Características: Planta escultórica suculenta.
  • Porte: 3 a 6 metros de altura. Em seu habitat pode alcançar 12 metros.
  • Fenologia: Outono ao inverno.
  • Cor da flor: Amarela esverdeada.
  • Cor da folhagem: Verde azulado.
  • Origem: Malawi, Moçambique, Zimbábue, Zâmbia, Botswana e África do Sul.
  • Clima: Semiárido, Subtropical, Tropical.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Raul Cânovas nasceu em 1945. Argentino, paisagista, escritor, professor e palestrante. Com 50 anos de experiência no mercado de paisagismo, Cânovas é um profissional experiente e competente na arte de impactar, tocar, cativar e despertar sentimentos nos mais diversos públicos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

8 Comments

  1. Qual é a forma de propagação. Galho?

    • Radomir,

      O método mais fácil é retirando um ramo e, depois de desidrata-lo durante 2 ou 3 dias, planta-lo em solo arenosos.

      Abraços

  2. Raul Canovas,parabéns por passar seus conhecimentos para nós!
    Fico encantada com suas fotos e suas pesquisas me faz ficar mais apaixonada pela natureza e percebo que tem sempre mais para se aprender neste mundo Verde.
    Um grande abraço .

    • Seu comentário, Irineia, me deixa muito feliz. Obrigado!

  3. Esclarece bem a confusão entre espécies! Obrigada.

    • Fico grato com seu comentário, Sandra!

  4. Eu vi essa espécie, no parque Beto Carreiro, pegue um ramo, observei que tinha látex trouxe para pesquisar pois não conhecia! Hoje tive a explicação que deseja . obrigado

    • Que bom, Marilsa! Fico contente com isso.

      Abraços