Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

O Encanto dos bambus e dos capins no paisagismo

Nos cursos que ministro, falo sobre a necessidade de simplificar a mensagem para que todos possamos entender o verdadeiro significado do que se tentou transmitir.

Escrever artigos sobre as gramíneas (poaceae) utilizadas no paisagismo atual, vai nos levar de encontro a uma simplificação do seu uso pelo homem contemporâneo, preocupado em melhorar dia a dia a sua qualidade de vida.

Sem dúvida alguma esta família (Poaceae) nos proporciona através do seu uso, viagens de cores, texturas, aromas e belezas inigualáveis. Quem nunca parou para observar o lindo e angelical bailado das plumas ao vento e observou os maciços coloridos à beira dos lagos, riachos e cascatas!!

Já escutaram o barulhinho dos colmos se tocando com toda sua graciosidade?

Neste artigo mostrarei o uso do bambu variegata anão (Pleioblastus fortunei variegata) pelo simples motivo de que na minha residência em Atibaia foi confeccionado um lindo canteiro com esta belíssima preciosidade.

Alem de utiliza-lo para proteção de solo , procurei criar uma mancha expressiva contrastando com o espaço verde ao seu redor. Ele serviu de moldura para embelezar o pé da Glicinia (Wisteria floribunda) e trazer personalidade ao canteiro. Ao mesmo tempo ele complementou a mensagem visual e poética do arranjo de pedras que abriga as Pleomeles (Dracaena reflexa variegada) e as mini-verbenas ( Glandularia tenera).

  • Família: Poaceae
  • Nome cientifico: Pleioblastus fortunei variegata
  • Sinonimea: Pleioblastus variegatus – Arundinaria variegata
  • Nome comum : bambu anão/ bambu pigmeu variegata
  • Origem: Japão, introduzido na Europa em 1863
  • Modo de crescimento: Alastrante ( delimitado com barreiras de contenção)
  • Porte: 20 cm a 50 cm – rasteiro
  • Flor: Insignificante e rara
  • Cor da folhagem: Folhas com estrias brancas/creme
  • Luz: Sol / meia sombra
  • Água : Média
  • Solo: Bem drenado
  • Temperatura : Resiste até -20˚C
  • Poda : Pode ser realizada quando achar necessário
  • Sugestão de uso: Cobertura de solo (taludes), maciços contrastantes, jardins de pedra e vasos


Responder livia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Bom dia, estou procurando um, que épequeno e parece uma renda. Conhece?