Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Guadua angustifolia

bambu-guadua, taquaruçu

Foto de Alejandro Bayer Tamayo from Armenia, Colombia, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Um bambu com colmos verde claro, com 12 centímetros de diâmetro e faixas brancas nos nós. Ele não é invasivo, portanto não alastra, sendo muito utilizado em cercas vivas, para contenção de ventos, barreiras acústicas e alamedas onde propicia uma boa sombra.  No paisagismo pode ser pensado para formar sebes de grande porte que impedem ruídos e poluição, criando verdadeiros muros, assim como aleias que formam grandes tuneis sombreados e encantadores. Ele é de rápido crescimento, podendo crescer 20 centímetros por dia, chegando a sua altura máxima, de 15 à 20 metros no primeiro ano. É de fácil propagação.

Foto de Forest & Kim Starr, CC BY 3.0 US, via Wikimedia Commons

Ele brinda bons benéficos ao meio ambiente, possuindo caraterísticas que servem como soluções ambientais e atraindo a avifauna, como o toró (Dactylomys dactylinus) e o rato-da-taquara ( Kannabateomys amblyonyx), entre outros. Há mais de mil espécies de bambus no mundo, cultivados em zonas com clima quente e chuvas abundantes das regiões tropicais e subtropicais da Ásia, América do Sul e África. Sendo 62% nativas da Ásia, 34% das Américas e somente 4% da África e Oceania.

  • Sinônimos estrangeirosguadua, colombian timber bamboo, colombian giant thorny, (em inglês); guadua, caña de Guayaquil, caña brava, caña mansa, puru puru, garipa, (em espanhol).
  • Família: Poaceae.
  • Características: bambu perene.
  • Porte: 16 a 20 metros de altura.
  • Cor da folhagem: verde amarelado.
  • Origem: América Central, Colômbia, Venezuela e Equador.
  • Clima: subtropical, tropical, suporta temperaturas de até –2°C.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange