Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Handroanthus rose-albus

Ipê-branco, ipê-do-cerrado, pau d’arco, itaipoca

Foto de GoioWiki, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Este ipê é muito indicado para a parte superior dos barrancos, especialmente em solos pedregosos e muito permeáveis, mesmo sendo pouco férteis, mas não tolera solos úmidos. Também prolifera, com sua copa piramidal, na caatinga do Nordeste e no Pantanal, sendo indicada para arborização de ruas e avenidas assim como para recomposição arbórea. Ipê quer dizer “árvore de casca grossa” em tupi-guarani e sua florada é um espetáculo, atraindo abelhas e beija-flores, pena que dure tão pouco, apenas três ou quatro dias, se chover menos ainda. A densidade da copa é minguada, propiciando uma sombra filtrada no verão e no inverno derruba suas folhas, permitindo a passagem dos raios solares.

Foto de Katiadp, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

No paisagismo contrasta lindamente com o céu azul!

Foto de Katiadp, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

  • Sinônimos estrangeiros: White ipê, (em inglês); lapacho blanco, (em espanhol); tajy, (em Paraguai).
  • Família: Bignoniaceae
  • Características: Árvore caducifólio, com madeira duradoura.
  • Porte: 6 a 14 metros.
  • Fenologia: Final do inverno e início da primavera.
  • Cor da flor: Branca e amarelo ou cor de rosa no interior da flor.
  • Cor da folhagem: Verde azulada.
  • Origem: Norte do Estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais. É nativa também na Argentina, Bolívia, Paraguai, Peru e Colômbia.
  • Clima: Tropical/subtropical.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

Secured By miniOrange