Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Hyacinthoides non-scripta

jacinto, jacinto-dos-bosques, jacinto-silvestre

Foto de Luc.T from Buggenhout, België, PDM-owner, via Wikimedia Commons

Uma forração compacta, que brinda lirismo ao jardim. Sua utilização no paisagismo é das mais diversas, podendo ser cultivada em vasos suspensos ou dispostos no chão, como bordaduras em caminhos pelo jardim, sob a sombra das árvores ou apenas adornando arbustos de maior porte. É uma planta muito apreciada por suas flores azuis e a capacidade de formar extensos tapetes floridos em áreas de bosques e florestas. Além disso, a formação de tapetes densos de jacintos pode inibir o crescimento de outras plantas invasoras, ajudando a manter a integridade dos ecossistemas de bosques e florestas. Suas folhas são estreitas, lanceoladas e surgem principalmente da base da planta. As flores são pendentes, em forma de sino, com seis pétalas que se agrupam em uma haste ereta. Elas têm um perfume suave e são bastante atrativas para polinizadores, como abelhas e borboletas.

Foto de Cerema NP EEBP, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Na mitologia grega, a história mais conhecida associada à planta é a de Jacinto, um jovem belo e amado por Apolo, deus da luz e da música. Durante um treino de lançamento de disco, Apolo acidentalmente atingiu Jacinto com o disco, matando-o. Desesperado, Apolo fez brotar do sangue de Jacinto uma flor perfumada, a Hyacinthoides non-scripta. As marcas em suas pétalas representam as letras “AI”, que significam “Ai!”, a exclamação de Apolo ao ver seu amado morto. A flor também é associada à deusa celta Brigit, divindade da fertilidade, da cura e dos poetas, ferreiros e curandeiros. Uma lenda também diz que a flor brotou onde as lágrimas de Maria caíram enquanto ela acompanhava a crucificação de Jesus.

Foto de Funkdooby, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Pode ser propagado a partir de bulbos ou sementes, embora a divisão dos bulbos seja o método mais comum.

  • Sinônimos estrangeiros: bluebell, (em inglês), jacinto de los bosques, (em espanhol); jacinthe des bois, (em francês);  waldhyazinthe, (em alemão); mughetto selvatico, (em italiano); boshyacint, (em holandês); skogsviol, (em sueco);  blåklokke, (em dinamarquês); hiacynt leśny, (em polonês).
  • Família: Asparagaceae.
  • Características: herbácea bulbosa perene.
  • Porte: 30 a 50 centímetros de altura.
  • Fenologia: primavera.
  • Cor da flor: violeta azulada.
  • Cor da folhagem: verde clara.
  • Origem: noroeste da península ibérica e no Reino Unido.
  • Clima: temperado/subtropical.
  • Luminosidade: meia-sombra, sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comments

  1. Amei como o senhor descreveu a história de Maria e a morte de Jesus com as flores

    • Sandra, fico feliz sabendo que gostou!

      Abraços

Secured By miniOrange