Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Hypericum calycinum

Hipericão-rastejante, hipérico, rosa-de-Sharon, raio-de-sol, barba-de-arão, erva-de-são-joão

Hypericum calycinum

Este arbusto é indicado para cobrir taludes, dando-lhes estabilidade e controlando a erosão do solo, nas regiões serranas do sul do país. Crescendo em terras relativamente pobres, porém bem drenadas, cobre grandes áreas sem necessidade de manutenção, já que não é afetada por pragas ou doenças, apenas precisa de uma boa poda no final dos invernos frios, para estimular os ramos novos que crescerão bem nos verões com altas temperaturas. Quando cultivada em vasos oferece um aspecto pendente muito interessante. Suas flores, com 10 centímetros de diâmetro, douradas com estames de cor alaranjado-intenso, são utilizadas para a obtenção de tinturas, usadas em tingimentos.

Desde o ponto de vista cenográfico recomendo usá-lo, no sul do Brasil, junto à Juniperus horizontalis, Verônica spicata, Lavandula officinalis, Cotoneaster horizontalis e Combretum fruticosum. O hipérico, associado com estas, formando grandes “manchas” terá um destaque formidável durante a florada, transformando barrancos e locais íngremes em locais bucólicos e intensamente floridos.

  • Sinônimos estrangeiros: great St. John’s wort, Jerusalem star, Aaron’s beard, goldflower (em inglês); rose of Sharon (na Inglaterra); hipérico, hiperico rastrero, hipericón, hierba de San Juan, rosa de San Juan (em espanhol)
  • Família: Clusiaceae
  • Características: pequeno arbusto prostrado
  • Porte: até 80 cm de altura e quase 2,00 m de diâmetro
  • Fenologia: verão e outono
  • Cor da flor: amarela brilhante
  • Cor da folhagem: verde-escura ou azulada
  • Origem: sudeste da Europa e oeste da Ásia (Turquia, Grécia e Bulgária) Hoje subespontânea em ilhas do Pacífico, Nova Zelândia, Grã Bretanha, Estados Unidos (especialmente na costa do Pacífico) e no Sul do continente americano, particularmente no Chile e Argentina
  • Clima: temperado/ subtropical (resistente ao frio, mas é danificado por geadas, quando perde as folhas, brotando nos primeiros calores)
  • Luminosidade: sol pleno ou sombra parcial (tolera sombra total, porém tem sua floração diminuída)

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.