Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Lathyrus odoratus

ervilha-de-cheiro, ervilha-doce

Foto de Jacques Rocquet, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Uma pequena trepadeira ideal para espaços reduzidos, onde cresce agarrada graças a suas gavinhas em treliças, arcos de entradas, aramados ou em pirâmides feitas de bambu, sendo encantadora com sua profusa floração perfumada no inverno. Precisa de um solo fértil, adubado com esterco curtido de galinha, farinha de ossos e o fertilizante Forth Flores, para estimular uma florada abundante, que é um atrativo para borboletas e abelhas. Para prolongar a floração é recomendável remover as flores murchas.

Foto de Acabashi, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Ela foi descoberta na Sicília pelo monge franciscano Francesco Cupani, (1657 – 1710) que a descreveu no Hortus Catholicus, publicado em 1697 e foi diretor do Jardim Botânico de Misilmeri, na Sicília.

Sua reprodução é feita através das sementes, nos meses de outono, colocadas em germinação diretamente no local definitivo, para que a floração aponte em meados do inverno ou no início da primavera.

Foto de vinceconnare, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

  • Sinônimos estrangeiros: sweet pea, (em inglês); arvejilla, guisante de olor, caracolillo de olor, chícharo de olor, (em espanhol); pois de senteur, gesse odorante de Sicile, (em francês); biso american, cicerchia odorosa, latiro odoroso, pisello odoroso,  poiss d’odour, puisciu d’odou, (em italiano).
  • Família: Fabaceae.
  • Características: trepadeira anual de pequeno porte. Necessita de amarrilhos para a fixação.
  • Porte: até 2 metros de altura.
  • Fenologia: inverno e início da primavera.
  • Cor da flor: branca, rosada, vermelha, alaranjada, lilás ou azul, perfumada.
  • Cor da folhagem: verde médio.
  • Origem: região do Mediterrâneo, especialmente Sicília e ilhas do Mar Egeu.
  • Clima: subtropical/temperado. Suporta frio.
  • Luminosidade: pleno sol.

 

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Amigo aonde comprar está espécie aqui em São Paulo …

    • Oi Léia,

      Na região onde fica o CEAGESP, há muitas lojas que comercializam as sementes desta trepadeira. A venda de mudas é muito rara, por isso deve semeá-las e em seguida brotam.

      Abraços

Secured By miniOrange