Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Machaerium nyctitans

jacarandá-de-espinho, jacarandá-bico-de-pato, pau-de-angu, sovela, guaxumbé

Foto de DiogoKanouté, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Árvore pioneira com uma floração magnífica, atrativa às abelhas sem ferrão. Pode ser usada em calçadas, onde atinge pouco mais de cinco metros, fato interessante quando há uma rede elétrica aérea e principalmente quando o passeio é estreito. Também pode ser destinada no paisagismo em geral, assim como em taludes, prosperando em solos pobres e pedregosos. Seu crescimento é rápido, alcançando mais de 2,50 metros em dois anos. Na sua fase jovem apresenta espinhos no tronco, que desaparecem com o tempo.

Foto de Tarciso Leão from Saint Paul, MN, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

O nome Machaerium vem do grego machairion, que podemos traduzir como pequena faca ou punhal, em referência à forma do fruto.

É multiplicada por sementes que demoram aproximadamente 30 dias para germinar.

Foto de Alex Popovkin, Bahia, Brazil, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

  •  Sinônimos estrangeiros: swamp cinnamon, rooster spur, (em inglês); palisandra, (em espanhol); jukeri vusu guasu, tanimbu yva, yvyra tanimbú; guajakan moroti, sapy’hu, ysapy’y hu, (em Paraguai); moradillo, tuseque, (em Bolívia); juquiri-busú-guaçú, (em Argentina).
  • Família: Fabaceae.
  • Características: árvore caducifólia e espinhenta na fase jovem.
  • Porte: 5 a 10 metros de altura, copa piramidal ou ovalada.
  • Fenologia: verão.
  • Cor da flor: lilás.
  • Cor da folhagem: verde médio.
  • Origem: Nordeste até o Sul do Brasil e também na Bolívia, Paraguai, Peru e Argentina, na província de Misiones.
  • Clima: subtropical/ tropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange