Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Pittosporum eugenioides

pitósporo, pitósporo-limão

Foto de Rudolph89, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Este é um arbusto grande, praticamente uma arvoreta, com silhueta esguia, ideal para espaços estreitos. Suas folhas verde-claro são onduladas, com aroma de limão quando esmagadas. As flores são miúdas e perfumadas. Suporta ventos assim como períodos de seca,  sendo uma ótima opção quando é necessária criar uma sebe vedando vistas indesejáveis, inclusive beirando uma piscina já que não perde folhas.

Os maoris, aborígenes da Nova Zelândia, usavam as folhas e as flores como perfume e também para óleos capilares, geralmente misturadas com óleos vegetais. A goma que a árvore exsuda era usada para combater o mau hálito.

Foto de Krzysztof Golik , CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

A variedade ‘Variegatum’ ganhou o Award of Garden Merit da Royal Horticultural Society’s. Seu nome genérico deriva do grego “sementes pegajosas”, já que elas estão embebidas em uma sustância resinosa-viscosa esbranquiçada e eugenioides, significa similar a Eugenia.

Foto de Sarah Featon , Public domain, via Wikimedia Commons

Pode ser reproduzida a partir de estacas semi- lenhosas.

  • Sinônimos estrangeiros: lemonwood, tarata, (em inglês); pittospore, (em francês); palo limón, (em espanhol); klebsamen, (em alemão).
  • Família: Pittosporaceae.
  • Características: arbusto ou arvoreta lenhoso.
  • Porte: 2,50 a 6,00 metros de altura.
  • Fenologia: primavera.
  • Cor da flor: creme.
  • Cor da folhagem: verde-clara e brilhante. Há uma espécie com as bordas das folhas creme, a “Variegatum”.
  • Origem: Nova Zelândia.
  • Clima: temperado/subtropical (suporta geadas leves).
  • Luminosidade: sol pleno, meia-sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange