Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Importância da flora espontânea dos quintais – primeira parte

Com o passar dos dias, cada vez mais, percebo que as pessoas não reparam na vegetação ao seu redor, principalmente, nas plantas que, muitos, classificam como daninhas. No entanto, são vários os benefícios que elas podem propiciar para a comunidade.

A erva-de-são-joão (Ageratum conyzoides) é a primeira planta deste tema.

Com relação aos aspectos agronômicos, a erva-de-são-joão indica um solo recuperado e rico em matéria orgânica. Apesar de inibir o crescimento de espécies vizinhas, pois libera substâncias tóxicas por meio de suas raízes, ela serve como abrigo de predadores de pragas.

No tratamento de animais, mesmo sem comprovação, é usada contra infecções, no útero da vaca. Sobre o uso popular na saúde humana, são muitas as referências positivas contra cólicas infantis. Todavia, deve-se realçar que, ainda, não há pesquisas suficientes para evidenciar essa ação.

Uma ótima notícia, é que a erva-de-são-joão foi comprovada como analgésica e anti-inflamatória.

A partir dessas informações, é possível classificá-la como daninha?

Foto: Wikipédia.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.