Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Podranea ricasoliana

Sete-léguas

 

É, talvez, a trepadeira mais vigorosa cultivada como ornamental, estendendo seus ramos por mais de 15 metros de comprimento. As  flores grandes, em forma de trombeta, são uma característica que a identifica como uma integrante da família das bignoniáceas.

Muito indicada para grandes pérgulas e também para taludes, já que os ramos, ao encostarem no solo, produzem raízes e novas ramificações. Por ser tão robusta não deve ser cultivada perto de telhados ou pequenas estruturas. Polinizada pelas mamangabas seu crescimento é rápido e é tolerante às geadas leves.

Os visitantes da Exposição Mundial em Sevilha, na Espanha, foram protegidos do sol forte da Andaluzia por uma pérgula de um quilômetro e meio coberta por esta trepadeira. Restaurantes e hotéis na Riviera Francesa, nas Ilhas Baleares e nas cidades costeiras italianas, como Sorrento, plantam a sete-léguas em grandes vasos de barro, para que ela cubra amplos pergolados.

Sinônimos estrangeiros: port st johns creeper, pink trumpet vine, zimbabwe-creeper, queen of sheba, (em inglês); bignonia rosa, arbusto de pandora, trompetas, (em espanhol); rosa trompeten- wein, (em alemão); pandorea, (em italiano); bignone rose, liane orchidée, (em francês).

  • Família: Bignoniaceae.
  • Características: Trepadeira lenhosa.
  • Porte: Os ramos se estendem por mais de 15 metros.
  • Fenologia: Ano todo.
  • Cor da flor: Rósea, com nervuras avermelhadas.
  • Cor da folhagem: Verde brilhante.
  • Origem: Oceania e Arquipélago Malaio.
  • Clima: Subtropical/Temperado.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

6 Comments

  1. Boa tarde! Pode ser cultivada em vaso?

    • Boa tarde Wanda,

      Pode sim, desde que o vaso tenha uma capacidade de, no mínimo, 80 litros.

      Abraços

  2. Bom dia.
    Eu tinha uma trepadeira dessa e este.ano no início de janeiro em plena fase de crescimento rápido lançando galhos e flores ela começou a secar e morreu em um semana cá. O que pode ter acontecido?

    • Boa tarde Andréa,

      Talvez um fungo de solo possa ter causado esse declínio. O fusarium é um deles. Esse fungo causa murchidão entrando através da raiz.

      Faça o seguinte no local onde a sete-léguas estava plantada:

      – Adicione ao solo 300 g de calcário dolomítico misturado
      com 30 g de sulfato de potássio, revolvendo até uma profundidade de 10 cm;
      – Regue com extrato de casca de barbatimão a 5%
      – Pulverize o local com Ecotrich, um fungicida formulado a base do fungo Trichoderma.

      Abraços

  3. Bom dia Raul, você sabe me informar se alguma parte dessa planta é tóxica?

    • Boa tarde Caroline,

      Não me parece que qualquer parte desta trepadeira possa ter alguma toxicidade.

      Abraços