Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Podranea ricasoliana

Sete-léguas

 

É, talvez, a trepadeira mais vigorosa cultivada como ornamental, estendendo seus ramos por mais de 15 metros de comprimento. As  flores grandes, em forma de trombeta, são uma característica que a identifica como uma integrante da família das bignoniáceas.

Muito indicada para grandes pérgulas e também para taludes, já que os ramos, ao encostarem no solo, produzem raízes e novas ramificações. Por ser tão robusta não deve ser cultivada perto de telhados ou pequenas estruturas. Polinizada pelas mamangabas seu crescimento é rápido e é tolerante às geadas leves.

Os visitantes da Exposição Mundial em Sevilha, na Espanha, foram protegidos do sol forte da Andaluzia por uma pérgula de um quilômetro e meio coberta por esta trepadeira. Restaurantes e hotéis na Riviera Francesa, nas Ilhas Baleares e nas cidades costeiras italianas, como Sorrento, plantam a sete-léguas em grandes vasos de barro, para que ela cubra amplos pergolados.

Sinônimos estrangeiros: port st johns creeper, pink trumpet vine, zimbabwe-creeper, queen of sheba, (em inglês); bignonia rosa, arbusto de pandora, trompetas, (em espanhol); rosa trompeten- wein, (em alemão); pandorea, (em italiano); bignone rose, liane orchidée, (em francês).

  • Família: Bignoniaceae.
  • Características: Trepadeira lenhosa.
  • Porte: Os ramos se estendem por mais de 15 metros.
  • Fenologia: Ano todo.
  • Cor da flor: Rósea, com nervuras avermelhadas.
  • Cor da folhagem: Verde brilhante.
  • Origem: Oceania e Arquipélago Malaio.
  • Clima: Subtropical/Temperado.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

10 Comments

  1. Bom dia! A minha sete léguas está seca, será que perdi ela ?

    • Bom dia Gustavo,

      Observe se o tronco principal está verde, para ver isto, raspe levemente esse fuste. Caso apareça verdoso, faça uma poda suprimindo todos os ramos secos. Regue três vezes por semana.

      Abraços

  2. Boa tarde! Pode ser cultivada em vaso?

    • Boa tarde Wanda,

      Pode sim, desde que o vaso tenha uma capacidade de, no mínimo, 80 litros.

      Abraços

  3. Bom dia.
    Eu tinha uma trepadeira dessa e este.ano no início de janeiro em plena fase de crescimento rápido lançando galhos e flores ela começou a secar e morreu em um semana cá. O que pode ter acontecido?

    • Boa tarde Andréa,

      Talvez um fungo de solo possa ter causado esse declínio. O fusarium é um deles. Esse fungo causa murchidão entrando através da raiz.

      Faça o seguinte no local onde a sete-léguas estava plantada:

      – Adicione ao solo 300 g de calcário dolomítico misturado
      com 30 g de sulfato de potássio, revolvendo até uma profundidade de 10 cm;
      – Regue com extrato de casca de barbatimão a 5%
      – Pulverize o local com Ecotrich, um fungicida formulado a base do fungo Trichoderma.

      Abraços

  4. Bom dia Raul, você sabe me informar se alguma parte dessa planta é tóxica?

    • Boa tarde Caroline,

      Não me parece que qualquer parte desta trepadeira possa ter alguma toxicidade.

      Abraços

      • Boa noite

        É possível fazer mudas com o plantio de galhos?

        • Bom dia Maria de Fátima,

          Sim, é possível reproduzi-la por estacas lenhosas de mais ou menos 15 centímetros, cortadas no final do inverno.

          Abraços