Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Prunus persica

pessegueiro

Foto de Fanghong, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

O pessegueiro é cultivado há cerca de 2000 anos antes de Cristo e foi trazido da China, passando pelo Irã, e alcançando a Grécia em torno do ano 300 A.C. Seus frutos já eram bem conhecidos pelos romanos no primeiro século antes de Cristo. O pessegueiro é retratado em afrescos das cidades destruídas pela erupção do Vesúvio em 79 d.C. Dois fragmentos de afrescos do primeiro século depois de Cristo da cidade de Herculano estão no Museu Arqueológico Nacional de Nápoles.

Foto de Аимаина хикари, CC0, via Wikimedia Commons

A China é de longe o maior produtor mundial de pêssegos, lá é considerado um símbolo de boa sorte e prosperidade.

Foi introduzido no Brasil, em 1532 por Martim Afonso de Souza, nobre, militar e administrador colonial português (1500 – 1564) que trouxe mudas da ilha da Madeira e as plantou em São Vicente, no estado de São Paulo.

Foto de Takkk, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Pode ser plantada isoladamente, em grupos ou em renques. Também pode ser usada como árvore de sombra ou como um elemento decorativo no jardim.

Os pêssegos são frutas deliciosas e nutritivas. Podem ser consumidos frescos, secos ou em calda e são ricos em vitamina C, vitamina A e fibras. Também são uma boa fonte de potássio e magnésio.

A enxertia é o método mais comum de propagação, pois garante que a árvore produzirá frutos da variedade desejada.

  • Sinônimos estrangeiros:  peach, (em inglês); durazno, melocotonero,  (em espanhol); pêche, (em francês); pfirsich, (em alemão); pesca,  (em italiano); momo, (em japonês); persik​​​​​​​, (em russo); táo, (em chinês); boksunggak​​​​​​​, (em coreano).
  • Família: Rosaceae.
  • Características: árvore caducifólia.
  • Porte: 4,00 a 6,00 metros de altura.
  • Fenologia: final do inverno, início da primavera. Frutos de outubro a março.
  • Cor da flor: rósea.
  • Cor da folhagem: verde-escura e brilhante.
  • Origem: China.
  • Clima: temperado, subtropical serrano, suportando neve e geadas.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 Comments

  1. Boa tarde Sr. Raul. Temos um quintal pequeno de 4×8, gostaria de plantar frutíferas de pequeno porte para as crianças colherem, o pessegueiro tem raízes agressivas a muros e parede de casa dos vizinhos? O Sr poderia me orientar com sugestões de frutíferas de pequeno porte de altura e raízes não agressivas a paredes e canos. Obrigada.

    • Boa tarde Danielli,

      Geralmente, as raízes do pessegueiro tendem a se espalhar de forma moderada e não costumam causar danos significativos a estruturas próximas, como muros, fundações de casas ou encanamentos.

      Estas são algumas frutíferas de pequeno porte com raízes não agressivas:

      Diospyros inconstans – marmelinho;
      Acca selloviana – goiaba-serrana;
      Eugenia pyriformis – uvaia;
      Punica granatum – romã;
      Citrus hystrix – lima-de-cafir;
      Myrciaria tenella – cambuí;
      Vaccinium corymbosum – mirtilo
      Prunus mume – umê.

      Abraços

      • Muito obrigada pela atenção e gentileza em responder Sr Raul. Abraços.

        • Você merece, Danielli!

          Abraços

Secured By miniOrange