Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Quando floresce o flamboyant

Originário de Madagascar, o flamboyant (Delonix regia) é considerado uma das árvores mais belas do mundo, devido ao colorido intenso de suas flores. Frondoso, possui tronco forte e um pouco retorcido, podendo alcançar cerca de 12 metros de altura. Sua copa é muito ampla, em forma de guarda-chuva, e pode ser mais larga do que a própria altura da árvore.

O nome, originário do francês, significa flamejante, adjetivo justificado pela acentuada coloração vermelha de suas flores. A árvore, trazida para o Brasil no início do século 19, na época de D.João VI, adaptou-se perfeitamente ao clima e solo brasileiros. Hoje ela é mais comum na região Sudeste, e muito utilizada em projetos paisagísticos, sendo indicada para áreas abertas com grandes espaços que possibilitem seu desenvolvimento.

A cor flamejante que deu nome à árvore, entretanto, não é a única. Há variedades com flores em tonalidades mais claras, como alaranjado-claro e salmão amarelado.

O crescimento é bastante rápido, chegando a 1,5 metro por ano, até a idade adulta.

Quando a árvore perde as folhas, surgem as inflorescências, compostas por flores grandes, o que ocorre na primavera e no verão.

As raízes do flamboyant são bastante agressivas, com parte delas acima da superfície, tornando-o impróprio para a ornamentação de calçadas, ruas ou nas proximidades de tubulações de água, esgoto, paredes e fiação elétrica. Sua beleza se destaca quando plantado, isolado ou em pequenos grupos, em áreas extensas, como parques, praças ou amplos jardins de residências, indústrias e sítios.

Na nossa cidade, a beleza irresistível desta árvore pode ser observada em vários pontos, como em algumas avenidas e ornamentando o prédio principal da ESALQ.

Antigamente, o flamboyant era classificado como Poinciana regia, mudou seu nome botânico para Delonix regia: délos = evidente e ónix = unha, em grego, uma referencia ao formato das pétalas. Começou a ser usado no paisagismo intensamente nos últimos 150 anos, especialmente nas regiões tropicais e subtropicais de todo o mundo. As praças e avenidas de Moçambique, Sri Lanka, Burma, Jamaica, Nigéria, Bornéu, África do Sul, Egito, Tanzânia e Uganda se destacam graças à florada dela. Da mesma forma é cultivada no sul da Flórida e da Califórnia, Bermudas, México e aqui no Brasil marca presença inesquecível na Ilha de Paquetá, na Baia de Guanabara, onde o pintor Pedro Bueno dedicou várias telas  a essa árvore.

Floresce profusamente quando recebe Sol pleno, competindo com qualquer outra planta que fique sob sua copa, a não ser forrações mais rústicas como grama-preta, wedelia, zebrinas ou o botão-de-ouro (Unxia kubitzkii). O gramado normalmente se apresenta ralo. Sua madeira é pesada (830 kg/m³) e as flores apícolas, se colocadas na água e deixadas na geladeira por uma noite, se conservam mais tempo nos arranjos florais. Um dado curioso que li certa vez: quando se raspa a vagem seca do flamboyant produz um som muito parecido com o do típico reco-reco, comumente usado nos grupos de samba. Será que o flamboyant inspirou nossa música popular?

  • Sinônimos estrangeiros: flame tree, flame of the forest, gold mohur, gul mohr, julu tree, peacock flower, royal poinciana (em inglês);chivato, acacia roja, llamarada, clavellino, flamboyán, árbol del fuego, flor de pavo, guacamaya, josefina, tabuchin, morazán, poinciana (em espanhol); july-tree (nas Antilhas holandesas); chura, radha ( em bengali); mjohoro, mkakaya (em swhili); hang nok yung farang (em thai); phuong (em vietnamese).
  • Família: Fabaceae (Caesalpinioideae)
  • Características: árvore.
  • Porte: 12 a 15 m de altura, copa com 25 a 40 m de diâmetro.
  • Fenologia: Fim da primavera e verão.
  • Cor da flor: Vermelha, alaranjada e a variedade flavida, com flores amarelas.
  • Cor da folhagem: Verde claro.
  • Origem: Madagascar.
  • Clima: Tropical/ subtropical.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Texto de coautoria Raul Cânovas e Nancy Thame

Blog de paisagismo orientado ao aperfeiçoamento profissional, acadêmico e pessoal de paisagistas, jardineiros, arquitetos, agrônomos, biólogos e afins.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

169 Comments

  1. Infelizmente não tenho área livre pra plantar um Flamboyant, só possuo 8 x 10 metros do muro até a casa, então estou optando pela Rosedá por ter raízes menos agressivas, mas fiquei na dúvida se consigo ou não controlar o tamanho do Flamboyant, por exemplo, se eu plantar em um vaso grande de concreto, consigo manter as raízes e o tamanho, podendo a planta florescer, ou não? Obrigado pelos ensinamentos mestre.

  2. Tenho um flamboyant plantado a mais de 9 anos ele nunca floresceu .gostaria de saber porque.

    • Ione,

      O flamboyant, quando obtido a partir de sementes, pode demorar ate dez anos para florir por primeira vez. Uma adubação rica em fósforo feita na projeção da copa pode estimula-la. O fertilizante Forth Flores, associado à farinha de ossos, é indicado para essa função.

      Abraços

  3. Como posso estimar a idade de um Flamboyant? É possível pelo perímetro do tronco?

    • Gabriel,

      Sim, o diâmetro do tronco é um bom indicador. Entretanto ele pode desenvolver mais ou menos dependendo da região onde vive.

      O tronco, cilíndrico, espesso na base, ereto e ramificado apenas na parte superior, pode alcançar quase 1 metro de DAP.

      Abraços

  4. Tenho dois pés de Flamboyant,este ano um só está florido o outro está com com as folhas bem enrugadas no lugar onde teria que estar as flores, não tem praga está bem regado.
    Por favor me indique a solução.

    • Maria Luísa,

      A causa de seu flamboyant apresentar folhas enrugadas pode sugerir várias hipóteses, por exemplo uma deficiência nutricional de enxofre ou ataque de ácaros, tripes ou brocas. E difícil diagnosticar o problema apenas com este seu depoimento.

      Se possível envie-nos uma foto nítida mostrando esse enrugamento foliar.

      Abraços

  5. Boa tarde Raul, tudo bem?

    Parabéns pelo site!!Plantei um Flamboyant em minha casa há mais ou menos 5 anos, está com 6 metros aproximadamente. Noto que ele não enche de folhas, não fica tão enfolhado igual aos que eu vejo nas ruas. Será o solo?

    Outra dúvida, é com relação a podas. Vejo alguns Flamboyants que crescem mais para os lados do que para cima, ficam maravilhosos, com grandes sombras!Daria certo fazer podas no galhos de cima estimulando mais o crescimento para as laterias?

    Muito obrigado,

    Eduardo.

    • Boa tarde Eduardo,

      A característica de seu flamboyant pode indicar nutrição como, também, peculiaridade genética. De qualquer modo uma adubação rica em nitrogênio pode adensar a copa.

      Faça furos com 20 a 30 centímetros de profundidade a cada 20 centímetros na projeção da copa e estenda uma camada composta por estes adubos calculados por m²

      – 2 kg de esterco curtido de gado;
      – 500 g de torta de algodão;
      – 300 g de farinha de ossos.

      Essa poda incentivando o formato de “guarda-chuva” é perfeitamente possível.

      Abraços

  6. Prezado Cânovas, plantei um flamboyant, a partir de uma semente, originalmente de flor alaranjada, há 16 anos.
    Hoje, está com cerca de cinco metros de altura, com a base do tronco com cerca de 30 cm de diâmetro.
    Floresceu pela primeira vez este ano, porém com flores brancas. Será que houve mutação da planta? Ou a próxima floração será alaranjada?

    • Caro Fernando,

      Não entendo o que aconteceu, mas seu flamboaiã se transformou em um Delonix elata (FOTO).

      Ele continuará com essa cor, muito rara por sinal, nas próximas floradas.

      Abraços

  7. Olá, tenho uma flamboyan mirim há uns 5 meses e desde então segui o conselho, do rapaz que doou ela, de rega-lá 3x na semana. De la pra cá ela não cresceu nada e está amarelada. Tirei do sol, pus na sombra. E mesmo assim ela n apresenta nenhuma mudança. Ele (o rapaz que me deu) me disse que ela cresceria rápido. Estou preocupada, com medo de a estar matando. Vc pode me ajudar ?

    • Ps: a foto da planta aleatória foi um erro do meu celular. Perdão :3

    • Olá Raisa,

      Posso ajudar, sim. O flamboaiã-mirim (Caesalpinia pulcherrima – FOTO) deve ser cultivado sob sol pleno, em solo enriquecido com matéria orgânica e bem drenado.

      Pode rega-lo 3 vezes por semana, mas sem encharcar a terra e aduba-lo com torta de algodão e farinha de ossos.

      Abraços

  8. Boa noite, Sr. Raul. Plantei um Flamboyant há uns 5 anos em Sampaio Corrêa, distrito de Saquarema – RJ, num local onde ele tem sol pleno. O terreno é plano e está gramado, e mesmo na seca a grama permanece verde. Ele tem uma camada de terra preta compacta, tipo argilosa, de uns 15 cm e abaixo é mais arenoso. Já comprei=o com uns 2m de altura. ele desenvolveu, deu flores e folhagem, mas de um ano para cá eu o percebo meio fraco, com poucas folhas e alguns galhos finos secos. De anormal notei que uma parte do tronco está um pouco escura, como se tivesse sido derramado algo. Essa imagem foi em agosto de 2016, e hoje ele tem menos folhas e parece mais seco.
    O Sr. pode me ajudar?
    Obrigado

    • Boa tarde Hamilton,

      Essa parte do tronco que está escura, derramado uma substancia viscosa pode indicar a presença de broca. Ela deposita seus ovos nas folhas e nos ramos. Quando nasce, penetra no tronco e constrói galerias entre a casca e a madeira.

      Para combatê-la na galeria, raspe a superfície do tronco com uma escova ou com luvas grossas, de forma a expor a lagarta e eliminá-la. Em seguida pincele o tronco e os ramos com Cupro Dimy.

      Se encontrar um orifício,limpe-o com ajuda de um pincel. Ferva 100 g de fumo de corda bem picado em água por 20 minutos. Deixe-o esfriar e coe. Encha uma seringa com o líquido e injete-o no orifício aberto pela broca. Em seguida vede os orifício com cera de abelha ou com argila.

      Abraços

  9. quanto tempo vive um flamboyant?

    • Dependendo da região, mais de 100 anos, Claudia.

      Abraços

  10. Segue foto do dia em que plantei o Flamboyant 03.08.17 sobre o tumulo do meu filho cão, e hoje, dia 12.09.17 Paira uma duvida: é possível saber a cor da florada pela analise das folhas? Comprei na cor vermelha.

  11. Escolhi o Flamboyant, para perpetuar a lembrança de meu filho cão, falecido dia 03 de agosto de 2017. Um Doberman muito amado que me deixou aos 6 anos e 10 meses de idade, jovem ainda. Meu amor sempre correspondido por esse majestoso animal, não poderia passar despercebido neste existência. Sobre seu tumulo, fará parte do DNA entre a árvore e ele, e assim plantei. Fiz a preparação do solo com adubo especial, mas o local é muito barrento, pois o sítio onde me encontro, é praticamente todo assim, apesar de existirem árvores enormes, dai pensar que meu Flamboyant não morrerá. Parabenizo-o pelo site, impressinou-me a qualidade das respostas. Mesmo nessa área barrenta, está sempre verdinho e crescendo reto, pois coloquei uma vara de bambu para manter-se verticalmente. O que sugere para acelerar sua florada além do que já li, como a farinha de ossos? Alguma dica ou informação que considere importante para manter sã minha nova “filha” com DNA do Apollo meu filho cão? Grato!:.

    • Oh, Emanoel,

      fiquei emocionado com seu relato. Já passei por isso quando Batman (meu pastor belga) partiu para as altas esferas. Quem sabe ele e Apollo sejam amigos lá, onde onde podem latir de felicidade.

      Sua muda cresceu bastante em tão pouco tempo e o solo úmido não será impedimento para ela se tornar linda. Florescer…bem, isto é um pouco demorado. Mas pode estimula-lo com 50 g de superfosfato simples associado com 4 kg de esterco bovino.

      Um abraço meu amigo!

  12. Estou enviando uma foto dela

  13. Olá,me chamo Fabiana,moro no RS, comprei uma muda dessa árvore q sou apaixonada,e plantei no meio do meu pátio,na verdade troquei ela de lugar umas três vezes para ficar em um espaço q não atrapalhace, devido ao seu tamanho.Estou com ela a uns três anos, porém ela desenvolve muito pouco, agora esta com aproximadamente 1m60, não floresceu ainda é o q mais me preocupa,seus galhos morrem,ficam secos, depois q caem as folhas e seu tronco se abriu,nunca podei, tenho vontade de por outra árvore perto q desenvola mais rápido,pela sombra.Abraco

    • Olá Fabiana,

      Para estimular o desenvolvimento de seu flamboyant, faça o seguinte:

      – Corte os ramos secos com uma tesoura de podar e passe calda bordalesa nesses cortes;
      – Retire a grama ao redor do tronco formando um círculo de 50 centímetros de diâmetro;
      – Afofe o solo dentro desse círculo e aplique uma mistura feita com:
      3 kg de esterco curtido de curral
      1 kg de torta de mamona
      300 g de farinha de ossos
      100 g do fertilizante Forth Jardim (repita esta aplicação a cada 45 dias
      – Afofe novamente para a mistura penetrar mais ou menos 10 centímetros;
      – Faça uma cobertura de 5 centímetros com um bom condicionador de solos..

      Abraços

      • Vou fazer.muito obrigado

        • Você merece,Fabiana!

  14. Moro em Ibiúna interior de SP em uma chácara de quase 3. 000 m2, tenho uma árvore de Flamboyant com quase dez anos que nunca floresceu. Logo de pequena perdeu um ramo e depois de adulta bem alta perdeu outro, ficando apenas para um lado. É bem esquisita, Agora, está sem folha nenhuma. Nunca deu uma vagem. Isto é normal?
    Tem algo a ver com o terreno? A altura dela hoje deve ser no mínimo de uns 9 metros. Se o terreno for um pouco encharcado isso tem interferência?
    Gostaria que pudesse me orientar, pois adoro essa árvore mas não tive sorte até o momento

    • Envio uma foto da árvore com problemas

      • Não recebemos essa foto, Ingrid.

    • Ingrid,

      Seu flamboyant já devia ter florescido depois de 4 ou 5 anos de plantado. Solos encharcados podem prejudicar o desenvolvimento dessa espécie.

      A origem da muda pode trazer comprometimentos genéticos que impossibilitam o surgimento das flores e também das vagens (que são a consequência delas).

      Abraços

  15. Outra coisa Sr Raul,eu acredito que a framboyan mirim e adquada para calçadas certo?não devem ficar tao grandes como as framboyan normais,pelo menos foi o que me disseram na prefeitura então eu plantei sem medo na minha calçada! Abraço ,até mais! Obrigado !