Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Ravenala madagascariensis

árvore-do-viajante, palmeira-dos-viajantes

Escultural e com um formato muito original, apesar de parecida com as bananeiras, é endêmica de Madagascar onde os lêmures e morcegos se encarregam de polinizá-la. Lá é usada pelos malgaxes para construir as típicas casas costeiras, e seu nome popular lhe foi dado porque os viageiros podem saciar sua sede com a água que se acumula nas dobras das folhas e nas flores. Às vezes, na base de cada folha acumula-se um litro de água. Ela é um verdadeiro símbolo desse país africano situado ao largo da costa de Moçambique, tanto é que a Air Madagascar, companhia aérea local, usa um desenho estilizado dela para as caudas de seus aviões.

As flores são similares com as da Strelitzia, porém bem maiores e, diferente daquela, em lugar de alaranjada é branca com sementes azuis.

Nos jardins, sua forma graciosa deve ser aproveitada de forma destacada, tomando cuidado para que outras plantas lhe sirvam de coadjuvante, dando-lhe suporte para que ela interprete o papel importante na paisagem. Como no teatro da Grécia antiga, onde o protagonista da peça era posicionado no centro do palco, a Ravenala deve marcar o espaço que ocupa.

  • Sinônimos estrangeiros: Traveller’s Tree(em inglês); árbol del viajero (em espanhol); l’arbre du voyageur, ravenale, (em francês) ravinala (em malgaxe).
  • Família: Musaceae.
  • Características: Árvore semi-lenhosa.
  • Porte: 6 a 12 m de altura, excepcionalmente pode alcançar quase 20 m.
  • Fenologia: Outono.
  • Cor da flor: Brancas.
  • Cor da folhagem: Verde.
  • Origem: Madagascar, ilha de Reunião e na ilha Maurício.
  • Clima: Tropical/ subtropical, não suporta geadas nem ventos fortes que podem lhe rasgar as folhas.
  • Luminosidade: Sol pleno ou meia-sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

9 Comments

  1. A minha está formando tronco, e possui duas mudas laterais que não retiramos por medo de matar a planta mãe, mas está ficando interessante o conjunto. Está imenso e muito bonito!

    • Ah, que bom, Maria Aparecida. Espero que desenvolva bem!

      Abraços

  2. Raul, quanto à adubação, o que é indicado?

    • Sibelli,

      Os melhores adubos para a Ravenala madagascariensis, são a borra de café, a farinha de sangue, na proporção de 1 a 2 colheres de sopa por 4 litros de solo e a torta de algodão.

      As quantidades dependem da altura da planta.

      Abraços

  3. Sou apaixonada por essa planta, gostaria muito de ter uma em minha casa.como faço para conseguir?

    • Railda,

      Realmente é muito linda. Para lhe indicar um produtor que venda mudas dela, precisaria saber em que cidade você mora. Por favor nos envie essa informação para lhe atender melhor.

      Abraços

  4. voce conhece uma planta que chama anturios do amazonas folhas de um verde claro e enormes ,gostaria de saber mais delas ok bjs

    • Comentário

    • Olá Marta,

      Existem mais de 1.100 espécies do gênero Anthurium, que habitam a região amazônica . Muitas delas com folhas enormes e tonalidades diversas, como o Anthurium hookeri, da foto.

      abraços