Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Selenicereus anthonyanus

cacto-sianinha, cacto zig-zag

Foto de RDPixelShop from Tijuana, USA, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Um cacto epífito que surge nos ramos das árvores, em ambientes sombreados e úmidos. Ele faz parte de um conjunto de plantas conhecido popularmente como cactos da floresta. Seu formato é singular com ramos suculentos e não possui espinhos agressivos e a floração, muito perfumada, é maravilhosa, acontecendo a partir dos finais de tarde até o amanhecer.

O cacto-zig-zag foi descoberto somente na década de 1940, bastante tarde portanto e a  primeira floração aconteceu nos idos de 1950, nas estufas do naturalista e botânico americano Harold E. Anthony, no estado de Nova Jersey. A classificação botânica da espécie homenageia este acontecimento e Selenicereus vem do grego, Selene, a deusa grega da lua.

Foto de my image, Floriano Calcagnile https://www.flickr.com/photos/florixc/, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Deve ser cultivado em um solo composto por 80% do Forth Suculentas e Cactos e 20% de areia média lavada, já que, igualmente à Schlumbergera truncata – flor-de-maio, aprecia solos ricos em nutrientes. As adubações não devem ser feitas entre junho e setembro. O Forth Cactos (NPK 03-08-08) pode ser aplicado a partir de outubro e  a aplicação de bokashi a cada 3 meses é interessante.

A reprodução dele é muito fácil e simples. Apenas deve-se cortar segmentos do caule e aguardar que essas incisões sejam cicatrizadas, para depois plantá-los separadamente em areia úmida. Uma vez cortados, os segmentos do cacto-sianinha são impulsionados a formar raízes, gerando outras plantas.

  • Sinônimos estrangeiros: fishbone cactos, rickrack cactus, St. Anthony’s Rik-Rak, zig-zag cactus, (em inglês); princesse de la nuit, reine de la nuit, (em francês);  cactus zig-zag, (em italiano);  pitayita nocturna, (em espanhol).
  • Família: Cactaceae.
  • Características: herbácea epífita, suculenta e pendente.
  • Porte: seus ramos pendentes podem alcançar um metro de comprimento.
  • Fenologia: final da primavera e início do verão.
  • Cor da flor: vermelha com o centro branco.
  • Cor da folhagem: verde.
  • Origem: sul do México, nos estados de Oaxaca, Chiapas, Tabasco e Veracruz.
  • Clima: tropical/subtropical.
  • Luminosidade: meia-sombra ou sol da manhã, mas com boa luz solar intensa e indireta.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange