Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Tabernaemontana laeta

jasmim-de-leite, jasmim-do-mato, jasmim-cachorro, tasuiririba, cata-vento, bom-nome, guasuiririba, pau-de-colher, gancheira, fruta-de-bem-te-ví, leiteira

Foto de B.traeger, CC BY 3.0, via Wikimedia Commons

Com copa baixa e extensa, possui folhas brilhantes e flores perfumadas que lembram cata-ventos e os frutos alaranjados contem sementes pretas. Também classificada como Peschiera laeta, deve ser cultivada em solos férteis, úmidos e até com encharcamentos periódicos.

A madeira é empregada para a fabricação de colheres de pau e cajados.

Foto de CHUCAO, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Guasuiririba deriva do tupi guarani significando “arvore que dá fruto para o suiriri”, nome dado pelos indígenas para o suiriri-tropical (Tyrannus melancholicus).

É multiplicada por sementes, que podem ser guardadas, depois de limpas e secas, por até um ano. Devem ser semeadas em substrato levemente arenoso, germinando em aproximadamente dois meses, quando podem ser transplantadas com dez centímetros de altura. O desenvolvimento das mudas é bastante rápido, frutificando em três anos.

  • Família: Apocynaceae.
  • Características: arvoreta semidecídua.
  • Porte: 3 a 8 m de altura.
  • Fenologia: verão.
  • Frutos: de março a junho.
  • Cor da flor: branca.
  • Cor da folhagem: verde-brilhante.
  • Origem: sudeste do Brasil, também em Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe.
  • Clima: tropical/subtropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comments

  1. Sou mais um fã, dessa lenda do saber.

    • Olá Albericio,

      Muito obrigado pelo carinho!!!

      Abraços

Secured By miniOrange