Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Thymus vulgaris

tomilho

thymus vulgarisNão sei porque este tempero maravilhoso não ocupa mais espaços nos jardins. É difícil vê-lo nos canteiros, apesar de historicamente ter sido usado na jardinaria há muito tempo. No Antigo Egito era um dos ingredientes para embalsamamentos. Os gregos usavam as folhas nos banhos de imersão e, também, as queimavam em forma de incenso nos templos. Os romanos, no primeiro século da era cristã, a difundiram por toda Europa, não só como tempero mas, também, para purificar e desinfestar as casas. Já, na Idade Média, era comum as mulheres presentear os homens que iam à guerra com ramalhetes de tomilho, acreditando que eles aumentariam a coragem ( a palavra thymus deriva do grego thymon que significa coragem). Outra tradição da época era queimar as folhas nos funerais e colocar algumas dentro do ataúde assegurando uma boa passagem para o além.

A erva foi um dos assuntos do botânico e herborista John Gerard, que publicou um tratado em 1597 com o título de Herball, fartamente ilustrado com xilogravuras nas suas 1. 480 páginas. Mas tarde, também, Stephen Blake, autor do livro “Prática do jardineiro completo” editado em Londres em 1664, escrevia sobre o tomilho e os prazeres da horta e desenhava projetos para conseguir um bom resultado com as ervas. Até Shakespeare na sua peça “Sonhos de Uma Noite de Verão” fala, através de seu personagem Oberon, que o rei dos gnomos sabe onde cresce o tomilho selvagem e que a rainha das fadas morava em um pé de tomilho.

thymus vulgarisEsta plantinha nem precisaria ser justificada apenas para seu uso culinário. Baixinha, fornece uma bordura simpática nos canteiros e, claro, com muito perfume. Igualmente pode ser aproveitada como repelente de insetos e de lagartas; para espantar percevejos, pulgas e traças, deve-se espalhar seca, sobre o chão, na biblioteca ou dentro dos armários.

Entretanto seu grande destaque é temperando o cordeiro, sopas de peixe ou de queijo e molhos e saladas de tomate. Muito usado na gastronomia árabe, o zahtar é um tempero feito com as folhas do tomilho, gergelim branco tostado e sal, combina bem com o homus, a coalhada seca, o arroz e as carnes. Uma dica para quem quer emagrecer, o óleo essencial de tomilho pode ser utilizado nas massagens anticelulíticas e para controlar a obesidade.

  • Sinônimos estrangeiros: thyme (em inglês); tomillo (em espanhol); thymian (em alemão); thym (em francês); timo (em italiano); kekik (em turco)
  • Família: Labiatae.
  • Características: herbácea perene.
  • Porte: 20 a 30 centímetros de altura.
  • Fenologia: o ano todo, principalmente primavera, verão e outono.
  • Cor da flor: violáceas e róseas, muito visitadas por abelhas.
  • Cor da folhagem: verde-escuro.Suas folhas, quando secas, são mais perfumadas.
  • Origem: Oeste do Mediterrâneo, Sudeste da Itália e Cordilheira dos Andes.
  • Clima: temperado ou subtropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

6 Comments

  1. Muito interessante.Acho que poderia usar como forração e também em jardim de pedras. O que acha Raul?

    • Kelly,

      Acho que sim, entretanto não espere uma florada exuberante. Ela formará massas mais ou menos compactas.

      Abraços

  2. Amei. Ótimo artigo. Vou introduzi-lo em meus temperos. Normalmente uso mais o alecrim, orégano e manjericão.
    Vou procurar sementes para plantar. Gratidão

    • Oh Tânia,

      Que bom que você gostou da explanação!

      Abraços

  3. Raul, lendo seu interessante artigo, para espantar lagartas, qual seria a forma melhor de usar o tomilho? Plantando perto das plantas?

    • Sim Sibell, uma das formas é plantá-lo junto aos cultivos para repelir, não só as lagartas mas, também, pulgas e percevejos. Outro método e moer as folhas previamente secas e polvilha-las por cima das plantas e do solo.

      Abraços