Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Tipuana tipu

tipuana, amendoim-acácia, tipa

Av. Del Libertador General San Martin, Buenos Aires

No mês de novembro, em São Paulo, muitas ruas e avenidas se mostram floridas graças a esta espécie exótica, especialmente nos bairros de Consolação, Lapa e Pinheiros e nas Avenidas Dom Pedro I e República do Líbano, onde alguns exemplares tem mais de 70 anos de idade. Entretanto seu grande porte, a fragilidade da madeira e suas raízes invasivas, tem causado quedas em épocas de chuvas. Em um levantamento feito em 2009, na capital paulista, constato se que, das 1109 árvores estudadas, 645 estavam condenadas seja por fungos ou cupins, nos troncos e raízes. Por tanto não é recomendável seu plantio em calçadas ou próximo de edificações, já que ocasionam trincas nos pisos e asfalto e podem quebrar muros. Na África do Sul é considerada uma espécie invasora, quando plantada ao longo das margens dos rios, competindo com as essências nativas. É atacada pela cigarrinha (Ptyelus grossus) e pela chicharrita-de-espuma (Cephisus siccifolius) que a parasitam excretando um líquido açucarado.

detalhe da flor

Mas é uma árvore magnífica quando cultivada em espaços grandes, tanto que sua utilização pelos paisagistas dos Estados Unidos, Austrália, Espanha e alguns países africanos, como: Tanzânia, Uganda e Quênia é cada vez mais frequente. Além da florada amarelo-dourado, o tronco e os ramos mostram uma casca rugosa que servem para a fixação de orquídeas, bromélias e particularmente de uma samambaia epífita o cipó-cabeludo (Microgramma vaccinifolia), que se adere aproveitando a sombra, as fissuras e a umidade desta árvore, dando um aspecto verdejante a essas alamedas paulistanas que as deixam parecidas com outros bulevares de Buenos Aires e Santa Cruz de la Sierra.

A árvore, que é capaz de suportar longas estiagens, fornece madeira para uma série de trabalhos, como o de confeccionar os tacos do pólo equestre (uma alternativa a cana maciça, importada da Indonésia)

  • Sinônimos estrangeiros: rosewood, yellow jacaranda, tipu tree, racehorse tree, pride of Bolívia (em inglês); tipa blanca, tipa, palo mortero, (em espanhol); tipu (em Bolívia).
  • Família: Fabaceae
  • Características: árvore semicaducifólia (derruba parte de suas folhas no inverno) de grande porte.
  • Porte: 8 a 12 m. Excepcionalmente pode alcançar mais de 30 metros.
  • Fenologia: primavera.
  • Cor da flor: amarelo-dourado.
  • Cor da folhagem: verde médio.
  • Origem: Norte da Argentina (Jujuy, Salta, Tucumán, Catamarca, Chaco e Formosa) e nos bosques subtropicais do Sul da Bolívia.
  • Clima: Temperado/subtropical. Suporta geadas leves.
  • Luminosidade: sol pleno.

Responder Raul Cânovas Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Sim, concordo que a _Tipuana tipu_ é uma bela árvore mas que apresenta fragilidade em suas raízes.
    Esta madrugada de 25 de dezembro de 2017 mais uma não suportou o peso e veio a baixo. Pobre árvore. Praça Rui Barbosa centro de Curitiba.

    • Você está certo Jesuel, a tipuana sofre o ataque do Fusarium, um fungo que ataca a raiz, fragilizando a árvore.

      Abraços