Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Turnera ulmifolia

Flor-de-guarujá, turnera, damiana, chanana, xanana, turnera-de-folha-olmo, albina

Seu nome é uma homenagem ao médico e botânico inglês William Turner (1510-1568); a denominação é a combinação dos termos latinos “ulmus” = olmo e “folium” = folha, com referência à forma das folhas.

Ela é extremamente rústica, preferindo áreas costeiras e restingas, cresce em solos pobres e arenosos, incluindo os salinos e nasce espontaneamente nas margens de estrada, campos abandonados e nas áreas de dunas, surgindo espontaneamente em terrenos baldios ou em calçadas e canteiros públicos, sendo, infelizmente, arrancada por considera-la um mato invasivo. Suas flores são saborosas e podem ser aproveitadas em saladas, saladas de frutas e para decorar drinks e as folhas secas e trituradas são utilizadas em chás ou como condimento aromatizante . É ideal colher as flores na hora em que for consumir, para aproveitar seu frescor. É polinizada por abelhas.

No paisagismo podem ser utilizadas em canteiros, inclusive combinando com forrações mais baixas e também em jardineiras. Por ser muito vigorosas e duráveis devem ser melhor aproveitadas em telhados verdes ou em qualquer andar alto de edifícios.

  • Sinônimos estrangeiros: ramgoat dashalong, yellow alder, bahamian buttercup, buttercups, west indian holly, sage rose, holy rose, lidah kucing, (em inglês); flor amarilla, san Lorenzo, damiana guerrero, (em espanhol); ulmenblättrige, großblättrige damiana, (em alemão).
  • Família: Turneraceae.
  • Características: Herbácea perene.
  • Origem: México, Antilhas, Guatemala, Venezuela, Trinidad e Tobago, Bahamas, Panamá, Guianas, Flórida e o nordeste do Brasil.
  • Porte: 30 a 80 cm de altura.
  • Fenologia: Ano todo.
  • Cor da flor: Creme com o centro amarelo e bordô .
  • Cor da folhagem: Verde fosco.
  • Clima: Subtropical, tropical.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Responder Raul Cânovas Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

8 Comments

  1. Bom dia.
    Fiquei sabendo que essa planta serve como remédio para pedra nos rins, se for verdade quero saber a maneira correta de utilizar ela? Sou de São Geraldo-PA

    • Bom dia Laudiceia,

      Não tenho conhecimento sobre a ação da Turnera como remédio para eliminar pedras nos rins, sei de seus efeitos no tratamento de bronquite, diabete, gripe, incontinência urinária e reumatismo.

      Entretanto consulte um médico naturopata, que poderá lhe indicar o melhor tratamento.

      Abraços

  2. Olá. Meu nome é Germano. Aqui na rua nasce e o pessoal arranca. Acho linda esta planta. Tentei várias vezes plantar em jarros e não consigo. Como faço para que elas nasçam em jarros ? Sou de Fortaleza-CE

    • Olá Germano,

      A Turnera se reproduz tanto por sementes como por estacas, com muita facilidade, estas últimas deve ser de maduras com, aproximadamente, 10 centímetros de comprimento e enterradas em local arenoso e sombreado.

      Abraços

  3. Boa tarde ! Tudo bem? Eu já tentei plantar mas elas não nascem! Cheguei a conclusão que elas são indomáveis, não gostam de carinho.
    Elas embelezam os cantos das ruas onde moro. São muito lindas!

    • Bom dia Silvana,

      A Turnera pode ser reproduzida por sementes ou por estacas semi-lenhosas. Ela é fácil de multiplicar, faça isto no final do inverno.

      Abraços

  4. Bom Dia!

    Tenho em minha casa. No começo não identifiquei, porém mais tarde lendo sobre
    as PANCs , acabei percebendo seu pontencial. Realmente ela nasce em lugares pobres, aqui em casa ela apareceu na minha calçada, que não e impermeabilizada.
    Agora tenho uma dentro do quintal.

    • Bom dia Mariana,

      Sim, ela cresce em solos de baixa fertilidade e se alastra muito.

      Abraços