Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Unxia kubitzkii

botão-de-ouro, baianinha, margaridinha-baiana

Unxia kubitzkii

Moro em plena mata atlântica. Apesar de São Paulo ter fama de cidade verticalizada e com uma densidade populacional enorme, sou um felizardo que escolheu um cantinho bucólico para viver. Nesse agreste quase intocado (ainda), ando pelas trilhas descobrindo plantas pouco vistas nos jardins. Algumas invadem extensas áreas, cobrindo o solo, evitando a erosão ocasionada pelas chuvas. É o caso do botão-de-ouro que, de forma compacta, floresce sempre, inclusive nos espaços onde as árvores, com suas copas densas, sombreiam intensamente.

Não exige nada em especial, é imune às pragas e doenças e cortando de vez em quando suas pontas, para mantê-la baixinha, torna-se uma boa opção quando projetamos áreas onde os gramados desenvolvem mal. Além do mais, as forrações, feitas com essa espécie, mantém a umidade necessária do jardim, economizando água.

Para obter melhores resultados e lograr um belo efeito, é recomendável preparar o canteiro onde será cultivada, com uma camada de, pelo menos, cinco centímetros de composto orgânico misturado com a terra do local, acrescentando 2 kg de esterco curtido e 250 g de farinha de ossos por m². As mudas podem ser plantadas fazendo estacas-ponteiro sem raiz, de seis ou sete centímetros de comprimento, usando 25 unidades por m², isto é, plantando-as a cada 20 centímetros de modo triangular, para obter rapidamente uma densidade alta. Os primeiros quinze dias as mudinhas precisam de umidade constante até soltarem raízes, e as regas devem ser feitas na forma de orvalho suave, para não prejudicar a aderência delas no solo onde foram plantadas. 

  • Família: Compositae.
  • Características: herbácea prostrada, perene.
  • Porte: 10 a 20 cm de altura. Em locais muito sombreados alcançam uma altura maior.
  • Fenologia: ano todo.
  • Cor da flor: Amarelo-limão.
  • Cor da folhagem: verde fosco.
  • Origem: Brasil.
  • Clima: Tropical, subtropical.
  • Luminosidade: Sol/meia-sombra/sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Olá gostaria da ajuda de voces para ,ter uma idéia ,sugestão para fazer uma cerca em um pequeno sítio 50x70m gostaria de um arbusto com flores ou não mas que estes se adaptam bem no frio de nossa Região de Bento Gonçalves RS.Desde já agradeço. Elizete.

    • Olá Elizete,

      Essa sua cerca deve ser o resultado das formas, os volumes, as tonalidades de verdes e, também, os cheiros e os sabores.
      Há uma alternativa à sebe retilínea e sem graça e é o renque irregular onde os arbustos se harmonizam de maneira assimétrica, dando do mesmo modo uma proteção visual mas, reproduzindo de certa forma uma paisagem sem artifícios. Faça uma combinação com alguns destes abaixo:

      Calliandra twedii – esponjinha-vermelha;

      Ilex aquifolium – azevinho;

      Nerium Oleander – espirradeira;

      Weigela florida – veigela;

      Lavandula officinalis – lavanda;

      Hydrangea macrophylla – hortênsia;

      Hypericum calycinum – hipérico;

      Acca sellowiana- goiaba-serrana;

      Eugenia pyriformis – uvaia;

      Psidium cattleianum – araçá;

      Rubus sellowii – amora-preta.

      Abraços