Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Wisteria sinensis

glicínia

Considerada tolerante à sombra, floresce mais e melhor quando exposta ao sol. A glicínia é um género de leguminosas que compreende por volta de 10 espécies nativas da China, Coreia, Japão e Estados Unidos. São muito populares para a formação de pérgulas, onde luzem melhor por causa de seus racimos florais pendentes e perfumados. Prefere solos úmidos, mas bem drenados. Foi levada desde China a Europa em 1816, pelo capitão Welbank depois de ter sido convidado por um rico comerciante de Cantão a jantar sob um pergolado florido. Encantado com a wistéria, que em grego significa planta doce, foi presenteado com algumas mudas, que deu por sua vez a um amigo que morava em Surrey, Inglaterra, onde depois de três anos floresceram com sucesso tal que, rapidamente, se tornou a planta de moda em todo o continente europeu, de onde foi levada mais tarde aos Estados Unidos. Alguns pássaros, principalmente pardais, comem os brotos novos prejudicando a floração. É tolerante às podas, que devem ser feitas sempre depois da floração.

Uma curiosidade botânica, que não sei explicar, é que os ramos se retorcem sempre em sentido horário, quando sobem abraçando um pilar ou coluna. Entretanto isto acontece no Hemisfério Sul, mas no Hemisfério Norte, esses mesmos ramos, giram em sentido anti-horário. A justificação cientifica é que isto se deve a rotação da Terra, mas para mim, um simples paisagista, continua sendo um enigma incompreensível.

  • Sinônimos estrangeiros: chinese wisteria, (em inglês); glicina, visteria china, (em espanhol); glycine, glycine de chine, (em francês); glicine, (em italiano); zi teng, (vida azul, em China); blauregen, (em alemão).
  • Família: Leguminosae.
  • Características: Trepadeira caducifólia, lenhosa e ramificada.
  • Porte: Ramos achatados e retorcidos com 20 a 30 m de comprimento.
  • Fenologia: meados da primavera, abrindo simultaneamente com as folhas novas.
  • Cor da flor: Branca, violeta ou azul e perfumada, ficam penduradas em racemos de 15 a 20 cm (menores e um pouco mais compactos do que a W. floribunda)
  • Cor da folhagem: Verde brilhante, com folhas pinadas de mais de 20 cm de comprimento.
  • Origem: Nas províncias do Sudeste da China: Guangxi, Guizhou, Hebei, Henan, Hubei, Shaanxi e Yunnan.
  • Clima: Temperado. Tolera geadas com temperaturas de –15º C.
  • Luminosidade: Sol pleno é o ideal.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

6 Comments

  1. A glicínia se desenvolve bem em climas quentes? Sou do Oeste paulista, região muito quente

    • Não Décio, ela é apropriada apenas para regiões de clima temperado ou subtropical serrano.

      Abraços

  2. Bom dia Raul, tenho uma glicínia no vaso e ela não se desenvolve… Vendo algumas vi que forma um tronco a partir da raiz… Quero pôr na terra mas tenho medo de q a raiz prejudique minha calçada… Sabe me dizer como é a raiz dela é de quanto espaço e profundidade preciso planta-la pra q cresça bem? É possível plantar em vaso? Se sim, com que tamanha? Grata pela atenção… Ana Paula

    • Boa noite Ana Paula,

      O sistema radicular da glicínia é agressivo no solo. Se você escolher glicínias chinesas ( Wisteria sinensis ) ou glicínias japonesas ( Wisteria floribunda ), coloque-as longe de seus canos e sistema de esgoto, assim como também da calçada.

      Em vasos pode ser cultivada desde que com 80 centímetros de diâmetro por igual medida de altura, usando um bom substrato para plantio.

      Abraços

  3. Magnífico c/o sempre! Obrigada!

    • Você merece!