Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Ziziphus joazeiro

juazeiro, joazeiro, juá, joá, juá-fruta, laranjeira-de-vaqueiro

Foto de Cristina, Public domain, via Wikimedia Commons

Com copa globosa e densa, seus ramos tortuosos e espinhentos ficam bem próximos do chão, sendo uma árvore típica nos sertões e caatingas nordestinos. Prefere solos com boa drenagem, pedregosos, já que não tolera o excesso de umidade, entretanto com regas moderadas alcança 15 metros de altura. As folhas do juazeiro servem como ótimo recurso alimentar para caprinos, bovinos, ovinos e suínos nas épocas de seca, apresentando alto teor de proteína. Seus frutos do tamanho de uma cereja,  podem ser consumidos ao natural, um hábito muito comum do sertanejo do nordeste, diminuindo a fome e a sede nos períodos de seca. É muito apreciado, também em geleias, sendo rico em vitamina C. Igualmente, quando seco, produz um vinho semelhante ao moscatel. Além disso é usado como sabão e para escovar os dentes, produzindo uma espuma amargosa.

Foto de Alex Popovkin, Bahia, Brazil from Brazil, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

As abelhas consumem o néctar das flores nos meses de seca, novembro e dezembro, época em que as plantas da Caatinga estão sem folhas. Isto garante uma boa produção de mel.

Seu aproveitamento no paisagismo é excelente, já que oferece boa sombra, além da beleza de sua copa baixa e frondosa. Por ter raízes profundas pode ser usada na arborização de ruas e jardins.

O nome juazeiro provem do tupi: ayuá = fruta dos espinhos e eiro = que contém.

Foto de Alex Popovkin, Bahia, Brazil from Brazil, CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

A reprodução do juazeiro deve ser feita colocando as sementes, logo que colhidas, para germinar. A emergência acontece em 3 ou 4 meses e o desenvolvimento é lento, sendo difícil que ultrapasse os 2 metros de altura em dois anos.

  • Sinônimos estrangeirosjuá, quitachiyú, quitachiyú blanco, (em espanhol); jua tree, cowboy orange, (em inglês).
  • Família: Rhamnaceae.
  • Características: árvore com folhas perenes.
  • Porte: 6 a 10 metros de altura, podendo alcançar 15 metros.
  • Fenologia: novembro e dezembro.
  • Cor da flor: amarela.
  • Cor da folhagem: verde clara.
  • Origem: Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Minas Gerais. Também na Bolívia e Paraguai.
  • Clima: tropical, subtropical.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange