Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

E aí? O que usar, nome científico ou popular?

Sem dúvida nenhuma, se estivermos falando de uma pesquisa científica ou de um projeto paisagístico que mencione uma determinada espécie ou se queremos nos comunicar com outros lugares do mundo à respeito de uma planta específica devemos utilizar a nomenclatura científica!! Ela é válida e entendida em qualquer país ou continente deste planeta!! Mesmo porque a maioria dos nomes científicos são escritos em latim que é uma língua morta e que portanto não se modifica!! Bravo!!

Mas por outro lado, não vamos desprezar o encanto, a graça e a criatividade dos nomes populares!! Eles são fruto da observação dos matutos e mateiros, dos homens do campo, das crianças da roça, das mulheres que observam e utilizam a vegetação e que aprenderam com outras mulheres as suas infinitas utilidades! Pessoas estas que nunca estiveram num laboratório, nem nunca se utilizaram de um microscópio, que não sabem nada de células, óvulos ou qualquer outro elemento da fisiologia ou morfologia da planta! Mas pelo contrário à observam macroscopicamente, tocam nela sentem a textura, cores, características que às vezes nem o cientista captou!! Lindo isso não??

Pensando em tudo isso e para exemplificar o que eu disse acima aqui vão duas espécies de árvores muito interessantes!!

1) Spathodea campanulata (nome científico) – Spathodea pela forma de espádice dos botões florais e campanulata pela forma da flor.

Nome popular: mijadeira, mijinho, bisnagueira, tulipeira – Os botões florais são cheios de líquido que quando apertados esguicham e rendem uma boa brincadeira entra as crianças!!

2) Triplaris brasiliensis (nome científico) – Triplaris talvez pelo numero 3 de todos os elementos da estrutura floral e brasiliensis pelo seu lugar de origem.

Nome popular: Pau formiga, pau de novato – porque mantém uma associação simbiótica com as formigas. O triplaris dá às formigas abrigo, elas formam verdadeiros formigueiros no interior dos seu caule e galhos e as formigas defendem-no dos predadores. Pau novato, porque quando os matutos levam alguém pela primeira vez para dormir no mato, eles montam sua rede entre 2 triplaris. É como se fosse um batismo de picadas de formiga!!!

Nascida em São Paulo.
Formada em Biologia pela USP em 1970.
Atua na Área de paisagismo há 20 anos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

8 Comments

  1. Olá
    Gostaria por gentileza de saber que árvore é essa?

    Nome é Origem
    Atenciosamente

    • Olá Marcia,

      É um jambeiro.

      Abraços

    • Oi Marcia!
      Linda árvore! Onde vc tirou esta foto?
      É um Ingá vermelho,
      Zygia selloi e a rugem é do Brasil.
      Espero ter ajudado!
      Abraços

  2. Gostaria de saber que tipo de inseto pode deixar um resíduo amarelinho meio oleoso parecendo azeite… tamanho de uma dedo indicador apareceu em cima da janela da cozinha em cima do azulejo

    Obrigada não tinha cheiro

    • Olá Josiane,

      É difícil descobrir o responsável por esse resíduo só com essa descrição.

      Não será uma ave? Pelo tamanho não me parece que seja a de um inseto.

      Abraços

  3. A mijadeira ou triplaris tem algum uso medicinal.
    Prejudica caso as crianças brinque com ela

    • Obrigado pelo comentário, Tiago!

      • Oi Tiago! Não tenho nenhuma informação sobre uso medicinal e tb acho que não causa nenhum dano para as crianças .
        Obrigada pelo contato!