Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Pequenas hortas

Além dos sabores para temperos, muitas plantas exalam agradáveis perfumes.

É possível ter uma pequena horta integrada nos jardins. Espaço não é o problema, pois sacadas de apartamentos, jardineiras no parapeito de janelas, ou mesmo conjuntos de vasos, são ótimas opções e podem ser suficientes para montar pequenas hortas, que também podem fazer par te dos jardins.

Temperos, remédios, legumes, frutas e chás. Com recursos simples e boa vontade é possível montar uma horta com alimentos frescos e nutritivos.

Se for ao ar livre, o local escolhido deve ser plano, não pode correr risco de inundação, deve ficar próximo de um ponto de água e receber pelo menos quatro horas de sol por dia. Para melhorar a circulação entre os canteiros e o manuseio das ferramentas, são recomenda
dos corredores de pelo menos 60 cm (sessenta centímetros), não cimentados. O ideal é ceifar o mato ou usar pedriscos para forrar os caminhos. O limite dos canteiros pode ser feito com tijolos sem rejunte ou com sobras de madeira de construções.

As hortaliças precisam de solo rico em matéria orgânica, que além de fornecer nutrientes às plantas, promovem aeração nos solos mais argilosos.

Sabores podem brotar no seu quintal: manjericão para molhos de tomate, salsinha e hortelã para comida árabe, camomila para chás calmantes, sálvia para aliviar enxaquecas, louro para marinadas, alecrim para batatas assadas e tantas outras opções criativas.

Além dos sabores, muitas plantas possuem a propriedade de exalar agradáveis perfumes, despertando boas sensações. O jardim aromático pode
estar integrado à horta.

Além disso, muitas plantas aromáticas têm propriedades medicinais, como o jasmim, a hortelã, entre outras. São utilizadas para combater problemas dos mais diversos (gripes, dores musculares, dor de cabeça, na forma de chás, fitoterápicos e outras apresentações. Ajudam também em tratamentos de beleza, como nos cosméticos a base de plantas.

A existência de aroma traz também benefícios para a própria planta, podendo tanto ajudar a atrair insetos para polinizar, como fazer o caminho inverso, ou seja, repelindo insetos sugadores e mastigadores, que frequentemente prejudicam a vegetação.

Interessante também é não colocar muito próximas duas plantas de aromas fortes, pois o aroma de uma pode interferir no da outra, produzindo um terceiro que nem sempre é o desejável.

O segredo é saber conciliar as plantas para que possam conviver com harmonia no mesmo espaço. Cultivar temperos diferentes num mesmo canteiro é possível com a prática de associação ou consórcio de culturas, onde as diferenças de comportamento fazem com que uma ajude a outra no crescimento.

O tema é amplo, e torna-se cada vez mais frequente a procura por projetos de paisagismo que, além do efeito estético, possam proporcionar maior integração do homem com a natureza. Mesmo nos jardins essencialmente contemplativos, a mistura de plantas é interessante, com a utilização de temperos e aromáticas, que também têm efeito ornamental.

Sem dúvida, quando os jardins se tornam utilitários, proporcionam grande emoção, pois orientados por uma soma de pequenas escolhas, mudam com muito efeito nosso cotidiano.

Mesmo nos jardins essencialmente contemplativos, a mistura de plantas é interessante, com a utilização de temperos e aromáticas, que também têm efeito ornamental

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Matéria maravilhosa, parabéns estimada Nancy Thame e Raul cânovas!!!

    Saudoso abraço

    Júnior Horta

    • Estimado Junior, Saudades! Os leitores querem seus textos…e eu também!

      Um abraço forte!