Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Apaixonados por Vanda

Variedade costuma ser encontrada em regiões pantanosas, semelhante a mangues.

A Vanda encanta e é conhecida por sua beleza peculiar

Orquídeas são encontradas em florestas, campos, cerrados, dunas, restingas, tundras e até mesmo em margens de desertos. Sobre troncos, na terra ou entre pedras, desenvolvem-se e florescem com uma beleza sem igual.

A verdade é que as orquídeas nos atraem e o número de colecionadores vem aumentando. As preferências são diversas. Apesar do grande número de espécies brasileiras, hoje vamos falar de uma orquídea de origem asiática e que tem chamado muito nossa atenção, pelas cores vibrantes e pelo brilho maravilhoso de suas flores.

Trata-se da Vanda (Vanda sp), que costuma ser encontrada em regiões pantanosas, semelhante a mangues, onde, mesmo quando não chove, a umidade do ar é muito alta. É fácil imaginar que ela precisa de calor, muita luz, ventilação (circulação do ar), água e muita umidade.

Em condições ideais, pode florescer até quatro vezes por ano. Suas flores, de cores intensas, podem durar cerca de 30 dias e são encontradas em amarelo, laranja, vermelho, rosa e azul-arroxeadas. Esta última é a mais procurada no mercado.

A Vanda dispensa substrato, ela gosta de suas raízes limpas e soltas. Pode ficar pendurada ou amarrada num tutor vivo (árvores em geral) ou em pedaços de madeira, como verificamos nas fotos desta matéria. Se plantadas em vaso ou cachepô de madeira, estes devem servir apenas de base e não devem ter substrato. Suas raízes jamais devem ser enterradas.

Elas exigem mais adubo do que as demais, porque em função de suas raízes serem aéreas, o caule precisa crescer para uma nova floração. O adubo deve ser do tipo foliar e de aplicação semanal ou no mínimo quinzenal, devido ao grande número de florações no ano. O 15-30-20 é bastante usado. Depois de abertas, as flores continuam a crescer, um fato bastante curioso. O número e tamanho das flores também variam de acordo com a idade.

A Vanda encanta e é conhecida por sua beleza peculiar. É admirada por unir graciosidade e pouca exigência: ela é uma das orquídeas de mais simplicidade e facilidade na hora dos cuidados e tratamento, por isso torna-se ideal para criadores iniciantes.

Não é uma orquídea barata, mas é ótima dica para quem quer surpreender uma pessoa especial com um presente inusitado.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. Boa Noite

    Por favor me ajude a salvar minha Vanda, ganhei uma muda linda, porem veio somente com duas raizes, pois a pessoa que me deu não tem muito conhecimento, eu nem querias que ela removesse a muda pois faltava raizes, agora uma das raizes morreu, e somente a outra esta bonita, a planta ta bem idratada pois molho 4 vezes ao dia, porem quero que ele solte mais raizes para não perder a mesma, como posso proceder para que ela sobrevida…

    Grato

    Rubio Castro

    TFA

    • Bom dia Rubio,

      A Vanda cresce bem em ambientes úmidos, entretanto não deve ser encharcada. Diminua a frequência das regas e pulverize as raízes com água mineral logo cedo, no período da manhã.
      Essa orquídea prefere clima quente e não tolera o frio intenso.
      Com menos de 15 graus, entra em repouso parando de crescer e de florescer.
      O fertilizante foliar é o mais indicado e deve ser aplicado diluído em água, quinzenalmente, diretamente nas folhas e raízes, sem atingir as flores. A fórmula 20-20-20 é a ideal e deve ser usada conforme as indicações do fabricante.

      Seja paciente, sua vanda irá melhorar lentamente.

      Abraços