Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Jardim vertical na Colômbia

Um gigantesco “pulmão verde”, integrado por 115.000 plantas, com uma área de 3.117 metros quadrados, faz do edifício Santalaia, em Bogotá, Colômbia, um dos maiores jardins verticais do mundo.

O projeto é do biólogo espanhol Nacho Solano, que depois de vários anos de trabalho fez este grandioso muro vegetal que neutraliza os efeitos poluidores da cidade, absorvendo os gases expelidos pelos carros da capital colombiana.

Ignacio Solano e Nicolás Borda, este último colaborador no projeto.

“Se numa parede de 60 metros quadrados, as plantas são capazes de filtrar 40 toneladas de gases nocivos, 15 quilos de metais pesados ​​e outros 30 de poeiras por ano e você fizer uma regra na proporção de 3.200 metros quadrados do Santalaia, terá uma ideia – diz Solano – sobre esta montanha verde em um edifício, que tem sido elogiado por suas enormes benefícios para o meio ambiente pela revista National Geographic.

Em sua confecção, Solano trabalhou como arquiteto e como biólogo, unindo as duas profissões. Ou seja, uma das tarefas mais complexas do edifício Santalaia foi a distribuição das 115.000 plantas, o que obrigou Solano a um complicado posicionamento, baseado nas exposições ao sol e a sombra que essas espécies deveriam enfrentar.

A irrigação levou oito meses de trabalho de dois engenheiros, para abastecer de água essa imensa superfície vegetal, onde nem uma única gota de água é desperdiçada com suas 42 estações, que por sua vez reutilizam e canalizam toda a água vinda das chuvas.

“Nas plantas, o mundo é globalizado em tudo. O problema não é este, mas para uma seleção acertada das espécies a serem utilizadas, uso 30% das plantas nativas em cada projeto, e para isso eu investigo o que funciona em torno dele, em parques e jardins, ou faço uma expedição a mata virgem para saber quais gêneros e famílias são aqueles que se destacam por seu crescimento na região “, diz o biólogo de Alicante Ignacio Solano, que também realizou duas importantes instalações na Bolívia e na Arábia Saudita.

“É uma das áreas mais chuvosas do planeta. E para você ter uma ideia: em um metro quadrado de Chocó, no noroeste do país, nas regiões andina e pacífica, limitado ao norte pelo Panamá e pelo mar do Caribe, existe a mesma diversidade de um quilômetro quadrado na Europa.  Isto é estonteante. É incrível a quantidade e a diversidade de plantas, tudo o que vimos lá … uma investigação na qual recuperamos material genético dessas plantas e depois as clonamos nos laboratórios “, diz o Ignacio Solano. Em uma terra onde não era fácil entrar e organizar uma saída porque, recentemente, era o território das FARC. “É um lugar difícil, por causa das reminiscências da guerra, porque é uma zona quente de drogas, na qual trabalhamos por um mês e meio coletando plantas”, diz ele.

Raul Cânovas nasceu em 1945. Argentino, paisagista, escritor, professor e palestrante. Com 50 anos de experiência no mercado de paisagismo, Cânovas é um profissional experiente e competente na arte de impactar, tocar, cativar e despertar sentimentos nos mais diversos públicos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.