Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Jardins de cactos

No mundo, podemos encontrar mais de duas mil espécies catalogadas da planta.

Os cactos podem viver até 200 anos e, no mundo, podemos encontrar mais de duas mil espécies catalogadas

Cientistas acreditam que pelo processo da evolução, seres vivos se diversificam e conseguem ocupar os mais diferentes ambientes.

Alguns grupos de plantas se adaptaram para viver em regiões secas, entre os quais estão os cactos, plantas da Família Cactaceae. Mesmo atravessando longos períodos sem chuvas, eles conseguem permanecer verdes e vigorosos.

Suas formas são variadas e curiosas. A maioria tem espinhos e alguns dão flores maravilhosas. Podem ser pequenos (com dois centímetros de altura, por exemplo) ou imensos, com até vinte metros.

Estas plantas, adaptadas a ambientes muito secos, preferem solos formados por cascalho e areia, onde a água escoa muito rapidamente. Além disso, a grande maioria prefere ambientes abertos e com muita insolação, em regiões de clima seco.

Uma das adaptações dos cactos, para que possam viver nas condições descritas, é apresentar raízes superficiais muito longas e ramificadas, o que permite o aproveitamento de uma grande área de solo, a qual permanece úmida por pouco tempo, quando chove.

Há espécies que têm uma raiz principal muito grossa para acumular um bom volume de água e substâncias nutritivas. Muitas vezes, essas raízes são mais grossas que a parte aérea da planta.

Os cactos podem viver até 200 anos e, no mundo, podemos encontrar mais de duas mil espécies catalogadas. Só no Brasil são mais de 300. Apesar do habitat original desértico, eles podem se desenvolver bem em clima ameno. Para criar um jardim de cactos, que, além da beleza, têm como grande vantagem a baixa manutenção, é necessário conhecê-los bem e prestar bastante atenção ao porte adulto de cada um. Plantas suculentas, que são da mesma família, podem ser usadas na composição, com resultado bastante satisfatório.

Alguns são de rápido crescimento, outros extremamente lentos e isto deve ser levado em conta, na nossa ansiedade. Na cobertura do solo desses jardins, podemos abusar de diversos tipos de pedras e de cascas em decomposição. Pedras maiores, em locais estratégicos, fazem um grande diferencial.

Apesar do aspecto agressivo, marcado pela presença dos espinhos, jardins de cactos podem ficar extremamente interessantes e harmoniosos.

Verifique nas fotos!

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

2 Comments

  1. A paisagista Nancy Thame vai transformar meu jardim em um local de cactos e pedras. Estou entusiasmada com a idéia pois em tempos de seca, cultivar cactos é mais coerente. Além do mais esses tipo de plantas, assim como as suculentas são belíssimos e de cultivo mais fácil do que algumas espécies.

    • Boa noite Floripes,

      Tenho certeza de que a Nancy conseguirá resultados lindos com esse rock garden. Os cactos são apaixonantes!

      Abraços