Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Moderno e histórico

Atividades ao ar livre, teatro, festas e vegetação transmitem a história cultural de um povo.


Arealidade sócio-cultural nos leva a valorizar o moderno. Isto é bom? Claro que é. Porém, cultura é sempre cultura. O moderno, com substância, com conhecimento da história e da cultura de cada povo, significa crescimento. O moderno vendido como umpacote vazio, como umgrito de rebeldia que tenta esconder a falta de conhecimento, é retrocesso.

Estilo está interligado com a cultura de cada povo. Assim também são os jardins. Atividades ao ar livre, teatro, festas e vegetação transmitem a história cultural de um povo.

A própria palavra jardim vem da junção do hebreu “gan” (proteger, defender) e “éden” (prazer, delícia) e expressa, de certa forma, a imagem de um pequeno mundo ideal. Sendo assim, os grandes jardins da história constituem um vocabulário do desenho idealizado da paisagem, como cada civilização desejava que ela fosse. É sobre essa tradição que se assentam nossas práticas e posturas em relação à paisagem.

Ao longo de toda história ocorreram transformações que podem ser caracterizadas pelos estilos próprios de cada época e cultura.

Pode-se considerar que predominam no momento pelo menos 5 estilos básicos de jardins, todos eles influenciados pelos antigos estilos e que sofreram evolução: o jardim Clássico ou formal, que se caracteriza por apresentar linhas geométricas e simetria do traçado, círculos, retângulos, triângulos e semi-círculos, os quais se combinam para compor uma paisagem desenhada; o Estilo Desértico ou Rochoso, que mostra uma paisagem árida, caracterizando um pequeno oásis ou um pé de serra na região de cerrado; o estilo Oriental ou Japonês, cheio de simbolismo, tendo como um de seus principais fundamentos o culto à Natureza e com a presença de pedras e água formando pequenos lagos, riachos ou cascatas assim como uma luminária de pedra ; o jardim Tropical, que tenta criar o ambiente paradisíaco de uma ilha tropical, com a presença de muito verde e geralmente com um gramado, área sombreada e até mesmo uma cascata ou lâmina d’agua; o estilo Contemporâneo, que é o mais aplicado atualmente. Nele os limites são alargados para a criatividade e a liberdade nasce da ausência de regras para sua criação.

Jardins modernos são, portanto, mais práticos e livres. Nada impede que a personalidade de cada um possa buscar inspiração no passado, transmitindo particularidades e história. Não somos todos iguais, e o projeto deve personalizar o espaço. A rigidez não é necessária e sim a busca da harmonia e bem-estar.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.