Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

O potássio e as plantas

Há uma sigla que designa os macronutrientes de primeira ordem, isto é: os elementos mais essenciais para o desenvolvimento vegetal.

Essas três letras são: NPK e servem para quantificar a porcentagem de N (nitrogênio), P (fósforo) e K (potássio). Por exemplo: 10-10-10, equivalem a 10% de nitrogênio, 10% de fósforo e 10% de potássio. Os 70% restantes são excipientes, substâncias que servem para ligar os elementos. Quando compramos NPK 4-14-8, teremos 4% de nitrogênio, 14% de fósforo e 8% de potássio, os 74% restantes correspondem, também, a esses excipientes.

O paisagista ou jardineiro escolherá a fórmula que melhor se aplique às necessidades da planta.

Mas, vamos abordar o terceiro elemento, o potássio. Sua ação promove folhas, flores e frutos mais firmes e dá maior resistência às doenças, ao frio e à seca, esta última porque diminui a transpiração. Intensifica a coloração dos frutos e retarda o apodrecimento. Favorece a produção de açucares e de amido e eleva o pH do solo.

Em solos arenosos o potássio se esgota mais rápido que naqueles de consistência argilosa e é essencial nas plantas bulbosas e tuberosas, como os lírios, amarílis e narcisos.

Cloreto de potássio, sulfato de potássio e cinzas de madeira, principalmente, suprem a deficiência deste elemento.

TIPO DE ADUBO

N

P

K

Algas Secas

0.80

0.50

2.30

Cinzas de Madeira

0.00

0.00

15.00

Composto Orgânico

1.60

1.50

0,50

Esterco de cavalo

0.54

0.23

0.54

Esterco de gado

0.40

0.20

0.44

Esterco de Ovelha

0.83

0.23

0.67

Esterco de pombo

1.75

1.80

1.00

Esterco de porco

0.45

0.19

0.60

Esterco de galinha

1.63

1.55

0.80

Farinha de ossos

1.00

28.00

0.00

Farinha de peixe

5.00

9.00

3.00

Farinha de sangue

13.00

0.00

0.00

Torta de mamona

5.00

1.00

1.00

Como se vê acima,as cinzas de madeira são riquíssimas em potássio, e podem ser usadas na mistura com outros produtos naturais para controle de pragas e até de algumas doenças. As cinzas de madeira provenientes de lareiras, churrasqueiras ou de fogão a lenha (livres de gordura e/ou sal) são uma ótima fonte de potássio para os horticultores orgânicos, pois a utilizam na prevenção de pragas. As cinzas das cascas de banana, limão, pepino e cacau possuem também, alto teor de fósforo. Elas podem ser provenientes, além da madeira, de ossos, frutas ou outra origem orgânica; por não conter metais pesados ou qualquer outro contaminante favorecem os jardins de modo natural.

As cinzas de madeira podem ser acrescentadas às pilhas de compostagem, mas perdem muito de seu valor se ficar expostas ao excesso de chuva, pois o potássio lixívia facilmente.

Antigamente era uma prática comum queimar a mata abrindo uma clareira, para aumentar o rendimento das culturas. Desse modo, as cinzas, incorporavam potássio acelerando as brotações. Felizmente o costume foi abandonado já que afetava a rica camada orgânica, com sua micro fauna, representada pelas bactérias benéficas, como os rizóbios presentes no solo e fundamentais ao desenvolvimento das raízes.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

9 Comments

  1. Olá Raul

    Muitíssimo obrigado pelas dicas.
    Gostaria de saber, se a casca de banana sobre o solo aumenta a quantidade de pótacio do solo.
    E a o que vc acha sobre a mistura de casca de ovos, banana, pó de café e carvão para adubação de vasos.

    Abraços.

    • Olá João Paulo,

      A casca de banana possui grande quantidade de potássio e colabora para incrementar isto ao solo.

      A casca de ovos, a banana, o pó de café e o carvão são excelentes colaboradores na nutrição das plantas.

      Abraços

  2. Posso usar as cinzas nas minhas orquídeas? De que maneira?
    posso diluir em agua e aplicar com borrifador?

    • Olá José,

      Pode sim! Inclusive a água de cinza com uma pitada de calcário dolomítico torna essa mistura um poderoso defensivo ecológico. Dessa maneira expressivos teores de macro e de micronutrientes, como cálcio potássio e magnésio serão incorporados.

      Antes de borrifar chacoalhe e coe, para não entupir o pulverizador.

      Abraços

  3. Raul
    Graça e paz.
    Tem uma quantidade estimada para que eu possa não exagerar?
    Sou jardineiro e designer floral. Tenho um orquidário e procuro utilizar produtos naturais. Mas como lido muito com casas alheias não posso por demais.
    Desde já muito obrigado e muita Luz na sua vida.
    Abraços

    • Oi Alex,

      As dosagens de qualquer fertilizante dependem do que se vai adubar, assim com o tamanho do vegetal.
      Por exemplo,os nutrientes principais que uma árvore frutífera precisa não são os mesmos que deverão ser aplicados em uma palmeira. E mais, cada espécie de frutífera tem suas próprias particularidades; uma laranja-kinkan deve ser tratada de forma diferente de uma mangueira.

      Cada caso tem uma receita específica.

      Se quiser saber sobre como adubar uma determinada planta, mande uma descrição que responderei com prazer.

      Abraços

  4. Querido Raul, a pontuação das cinzas de madeira apareceu zerada. ;-) bjs