Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Sun Patiens: uma forração inigualável

É sabido que a “maria-sem-vergonha” – pessoalmente acho horrível chamá-la assim – é uma das plantas floríferas mais comuns nos nossos jardins. Classificada pelos botânicos como Impatiens walleriana o beijinho, como também é conhecida, é nativa da África oriental, de Quênia até Moçambique, passando por Zanzibar; é por esse motivo que sua sinonímia botânica é Impatiens sultani, em homenagem ao sultão de Zanzibar, bin Hamoud Mohammed, nomeado cavaleiro pela rainha Victoria. Na época o médico e naturalista britânico John Kirk, era cônsul geral nesse protetorado do Reino Unido e levou a planta em 1896 para Inglaterra. Mas tarde foi reclassificada como Impatiens Wallerana para honrar Horace Waller, um missionário britânico na África e membro da Royal Geographic Society.

Passados esses anos todos muitos aprimoramentos foram realizados para que esta herbácea perene – encontrada subespontânea em toda a Serra do Mar – se adequasse melhor nos nossos jardins. Os produtores de mudas criaram híbridos mais compactos e com novas cores, resultando em novos cultivares.

Um avanço tecnológico

Entretanto um novo e revolucionário híbrido de Impatiens, criado pela Sakata Seed Corporation, surgiu no mercado paisagístico para lograr canteiros floridos tanto sob sol pleno ou a meia sombra, prosperando praticamente em qualquer lugar e, por causa de seu vigor, em lugar de plantar 25 mudas por metro quadrado, como habitualmente se faz, apenas em torno de 7 mudas de SunPatiens formam, a cada metro quadrado, um maciço impressionante. Em uma época que a voz de ordem é sustentabilidade, a manutenção dos jardins deve ser econômica e ecologicamente viável, por isso é fundamental usar espécies resistentes mas que, mesmo vigorosas e duradouras, ofereçam um colorido atrativo que seduza o olhar. O SunPatiens é menos propenso a doenças porque as pétalas de suas flores permanentes são mais grossas e a folhagem mais resistente e, com seus caules fortes e robustos toleram baixas temperaturas, inclusive geadas leves, chuvas e ventos.

Este resultado genético oferece uma lista de características impressionantes:

  • Sistema radicular forte e agressivo, de desenvolvimento rápido mantendo-se firme após o plantio
  • Colorido contínuo sob ambas as condições, tanto sol pleno como sombra
  • Plantas robustas (90 a 120 cm de altura e até 90 cm de largura) são ideais para exibição de um maciço colorido
  • Com apenas um plantio pode passar por três estações, desde a primavera até uma geada forte, com pouca manutenção
  • Crescem rapidamente e são fáceis de cuidar
  • Sobressaem em condições quentes e úmidas
  • Não é necessário remover flores velhas – os novos brotos as cobrem rapidamente
  • Mantém um colorido excepcional até o final da temporada, enquanto outras flores anuais já passaram por seu pleno florescimento.

Deixo minha sugestão para que os escritórios de paisagismo especifiquem, cuidadosamente, as espécies recomendadas no projeto. No memorial qualitativo e quantitativo deve ficar claro o tipo de planta que será utilizada na implantação, assim como a preparação do solo e o manejo posterior, para que o resultado, ao longo do tempo, seja aquele que fora prometido pelo paisagista e, também, o pretendido pelo cliente.

Para mais informações sobre o SunPatiens, acesse: www.sunpatiens.com.br

Raul Cânovas nasceu em 1945. Argentino, paisagista, escritor, professor e palestrante. Com 50 anos de experiência no mercado de paisagismo, Cânovas é um profissional experiente e competente na arte de impactar, tocar, cativar e despertar sentimentos nos mais diversos públicos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

92 Comments

  1. Boa noite. Tenho sunpatiens na floreira da sacada do meu apartamento. Tive que viajar por 12 duas e deixei gotejadores mas não foram suficientes na irrigação e quando cheguei as sunpatiens estavam murchas (tanto flores, folhas e caules), mas os caules parecem ainda estarem vivos. Consigo recuperar as plantas somente com irrigação e adubação ou preciso tbem podar as folhas murchas? Aguardo orientações

    • Bom dia Fernanda,

      Para revigora-la é necessário fazer uma limpeza suprimindo as folhas velhas, amareladas e sem viso.

      Em seguida faça uma cobertura do solo com vermiculita, serragem ou qualquer outro produto que segure umidade.

      Elas irão melhorar!

      Abraços

      • Muito obrigada pela ajuda

  2. Segue foto produto

  3. Segue outras fotos

  4. Boa tarde seu Raul.

    Tenho 3 sunpatiens, duas com flores brancas em um jardim de inverno e uma rosa no Jardim na frente de casa. A do jardim de inverno estava com as folhas com manchas pretas. E ela parou de dar flores.
    Como é um jardim de inverno, pega sol apenas meio dia praticamente, e umas cascas ficaram mofadas na terra…creio que deu fungos. Vi nos comentários anteriores em outro caso semelhante, que o senhor sugeriu o Forth Cobre.
    Procurei aqui e achei o Nutre Cobre, que tem uma concentração maior. Acho que coloquei demais e acabou queimando as plantas. Pois caíram as folhas e deu alergia em mim também.
    Segue as fotos.
    O que o senhor sugere? Arranco tudo, limpo a terra e planto outras? Ou elas irão voltar ao normal? Se voltar ao normal, quanto tempo mais ou menos? Caso tenha que limpar a terra, as cascas que foram soterradas e estão com aspecto embranquecido, qual produto uso? Desde já obrigado.

    • Boa tarde Francisco,

      Acho que o problema do fungo foi controlado. Agora é esperar as novas brotações, que podem ser estimuladas cortando as folhas afetadas.

      Abraços

  5. Oi Boa noite, minhas sunpatiens começaram a ficar com as flores esbranquiçadas, tipo um bolor, Agora as folhas pararam de desenvolver.
    Como cuidar?

    • Bom dia Elaine,

      Misture 3 partes de água com 1 parte de Leite de Magnésia de Phillips e pulverize com essa solução 3 vezes, semanalmente.

      Abraços

  6. Bom dia, as sunpatiens precisam ser regatas 2x ao dia? Onde as comprei me orientaram regá-las 2 x ao dia e faço de manhãzinha e a noite (21h). O melhor é regar por cima deixando cair água mas flores e folhas ou regar direto no solo?

    • Boa tarde Fernanda,

      Antes de mais nada faça um mulching, isto é, uma camada de 3 a 5 centímetros feita com material orgânico composto de folhas secas, substratos, turfa, palhas,vermiculita, fibra de coco e/ou serragem, isto evita a perda de nutrientes e mantem a umidade do solo.

      Deve rega-las na parte da manhã, sem molhar as folhas e flores, diretamente no solo. Uma vez é suficiente.

      Abraços

  7. Boa tarde sr. Raul, sou uma grande admiradora do seu trabalho.
    Tenho algumas dúvidas sobre a manutenção das sunpatiens. Tenho um jardim grande em minha residência e maior parte do jardim é forrado por grama e sunpatiens. Entre elas estão nascendo muitas tiriricas e gostaria de saber se eu poderia usar algum tipo de herbicida que matasse as tiriricas sem agredir as sunpatiens. Ouvi falar no Sempra. O que o senhor me diz sobre este herbicida. Posso usar ele?
    Gostaria de saber também algum tipo de adubo para deixa-las mais bonitas.

    • Bom tarde Rabilê,

      Obrigado por acompanhar meu trabalho. Infelizmente qualquer herbicida prejudicara seu canteiro e seu gramado. Você poderá fazer a remoção manualmente, usando um firmino para tirar a tiririca com a raiz, isto é com a “batatinha”.

      Para incentivar o crescimento e a florada, faça um mulching, uma camada de 3 a 5 centímetros feita com material
      orgânico composto de folhas secas, substratos, turfa, palhas,
      vermiculita, fibra de coco e/ou serragem, isto evita a perda de nutrientes e a queima causada pelo frio, mantém a umidade e ofusca a visão de insetos voadores minimizando, também, a proliferação de fungos ou bactérias. Complete com torta de algodão, um fertilizante de lenta liberação, que também age como condicionador de solo, elevando o nível de matéria orgânica. Similar à torta de mamona, é superior e não é tóxica como aquela aos animais domésticos.
      Possui cerca de 90% de matéria orgânica e, além de nitrogênio,
      fósforo e potássio, é rica em ferro, cobre, manganês, zinco e
      molibdênio.

      Abraços

  8. Muito obrigado sr Raul pelo retorno.
    Mais uma dúvida. O Sempra pode ser usado para matar as tiriricas que nascem no meio das Sunpatiens?

    • Caro Alaor,

      Essa pergunta já foi respondida.