Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Pergunte ao Raul – 2022

ATENÇÃO LEITORES

Informe na sua pergunta a sua região(Cidade e Estado). Pois estes dados são fundamentais para a elaboração precisa de sua resposta.

Responder Denise aguiar Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5.570 Comments

  1. Bom dia sr Raul como está?
    Estou impressionado com o site do sr, atenção. Gostaria de umas dicas, porém gostaria de mandar umas fotos e tudo mais. Posso fazer por aqui? De repente se o sr achar necessário uma vídeo conferência, não sei se oferece esse tipo de serviço e o custo. Seria para uma cerca na minha propriedade, grama na sombra, e barrancos. Muito obrigado
    Obs: mandei essa mesma mensagem no whatsapp.

    • agora me responderam no whatsapp, vou mandar por email. obrigado

      • Bom dia André,

        Fico lisonjeado sabendo que gostou do site!

        Você pode enviar fotos a meu e-mail: raulcanovaspaisagista@uol.com.br especifique, também, os detalhes importantes.

        Abraços

        • enviado sr Raul, muito obrigado mais uma vez.

          • Olá André,

            Logo estarei respondendo por e-mail.

            Abraços

  2. Boa tarde Raul, sou a Valéria Jabbur, moro em Belo Horizonte/MG. Faço manutenção em um jardim, que está com uma Pata de Elefante como se as folhas tivessem sido cortadas na tesoura. Tem como eu enviar ma foto?

    • Bom dia Valéria,

      Esse sintoma pode indicar a presença de um besouro-serrador. Combata esse inseto da seguinte maneira:

      Coloque 5 pimentas malagueta em um vidro, acrescentando 200 ml
      de álcool para cobri-las, feche o frasco e deixe-o curtir longe da luz por mais ou menos 3 dias. Depois desse tempo o extrato já pode ser utilizado ou guardado em um local escuro. Normalmente 3 colheres de sopa desse extrato, por litro de água, é suficiente para pulverizar sua pata-de-elefante, repetindo a operação semanalmente por 3 vezes. Faça isto bem cedo de manhã ou no final da tarde, de modo a molhar totalmente as folhas por baixo e por cima e não a regue molhando as folhas, por, pelo menos, 12 horas.

      Abraços

  3. Boa tarde Raul. Tudo bem? Minha vizinha levantou um paredão no muro de divisa e ficou horrível. O paredão ficou mais de 4m de altura. Será que tem jeito de fazer um paisagismo sem prejudicar a construção dela?
    Grata, Coracilda

    • Boa tarde Coracilda,

      Para disfarçar esse muro há varias plantas com formato colunar que possuem silhueta densa, por exemplo:

      Aglaia odorata – aglaia;
      Bambusa metake – bambú-metake;
      Bauhinia galpinii – bauínia-vermelha;
      Carpentaria acuminata – palmeira-carpentária;
      Clerodendron quadriloculare – clerodendro-arbóreo;
      Dracaena fragrans massangeana – pau-d’água;
      Phyllostachys pubescens – bambú-mossô;
      Polyscias guilfoylei – arália-cortina;
      Schefflera actinophylla – cheflera-alta.

      Elas alcançam, mais ou menos essa altura.

      Abraços

  4. Olá Professor Raul,

    Estou com uma dúvida bem pontual e não sei se pode me ajudar. Estava pesquisando sobre coléus (coração-magoado) e me dei conta que tem uma variedade muito bacana na internet, porém tentei descobrir onde posso encontrar e não achei.

    Você sabe onde posso comprar essas variedades de coléus?

    Obrigada!

    São Paulo/SP

  5. Pablo Henrique de Carvalho Manginelli
    Itápolis/SP

    Bom dia, Raul!

    Primeiramente parabéns pela página que nos oferece tanto esclarecimento e de tanto bom gosto. Fico feliz de encontrar algo assim na net. Sou um entusiasta de árvores de flores coloridas. Encontrei sua página pesquisando sobre o Kiri japonês. Porém tenho uma dúvida a perguntar: para paisagismo residencial externo, onde quero plantar 2 arvores em frente minha futura casa, gostaria de sua opinião. Planto 2 ipês de cores e ciclos de floradas diferentes, como o roxo e branco, ou substituo um deles pelo Kiri? E na parte interna, aconselha uma melhor opção a quaresmeira bem podada para mantê-la em no máximo 2 metros de altura? Abraço e, em nome dos apaixonados por paisagismo, muito obrigado.

    • Boa tarde Pablo Henrique,

      Obrigado pelos elogios!

      Prefira os ipês, por serem nativos. Opte pelo manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis “Nana”), que alcança de 2 a 3 metros de altura e é mais precoce, começando a florir com menos de meio metro de altura.

      Abraços

  6. Olá, Raul. Eu de novo aqui.

    Gostaria de deixar as flores da hortência na cor rosa mas estou sem calcário dolomítico. Se eu usar cinzas de lenha daria o mesmo efeito?

    Também pensei em deixar arbusto de hortênsias com as flores bem roxas. Nesse caso qual teria que ser o pH do solo, por favor.

    Obrigada e grande abraço

    • Olá Catalina,

      Pode adicionar 6 kg por m² de cinzas de lenha, para alcalinizar o solo e deixar as flores da hortênsia com pétalas róseas. A planta floresce nessa cor com um pH de 7. O sulfato de potássio e as cascas de ovo também aumentam o pH.

      Abraços

  7. Raul, boa tarde.
    Tenho falsa vinha plantada na fachada da minha casa já há mais de 10 anos. Venho sentindo que ela vem enfraquecendo e, no ano passado, sofreu ataque de alguma coisa que deixou grande parte das folhas todas recortadas. Como se estivessem sido comidas por algum bicho. As folhas caíram durante o inverno e, agora estão ressurgindo, mas algumas já está com esse problema nas folhas. Algumas tem micro bolinhas brancas no verso. Me falaram que pode ser um fungo. Posso aplicar fungicida nela?

    • Bom dia Regina,

      Sua falsa-vinha sofre o ataque de ácaros. Em geral muito pequenos, provocam o aparecimento de manchas avermelhadas no dorso das folhas em posição oposta à das colônias, que vivem na parte inferior, evitando a luz solar. Um dos sintomas são
      as verruguinhas que aparecem formando um empolamento na
      superfície foliar, que resulta em uma estrutura oca saliente com a concavidade virada para a face inferior da folha.

      Combata essa praga usando o Forth Acaricida.

      Abraços

  8. Bom dia prof. Sou de Salvador Na . Tenho uma laranjeira muito grande e com muitas folhas Agora ela está carregada mas as laranjas demoram muito para amadurecer. O que devo fazer? Posso posar nessa época? Como devo adubar?

    • Bom dia Virginia,

      Não faça a poda agora, espere o final da frutificação, isto é, depois da colheita.

      Pode fazer uma adubação com farinha de ossos e o fertilizante Forth Frutas.

      Abraços

  9. Bom dia prof. Sou de Salvador Na . Tenho uma laranjeira muito grande e com muitas folhas Agora ela está carregada mas as laranjas demoram muito para amadurecer. O que devo fazer? Posso posar nessa época? Como devo adubar?

  10. Olá professor, venho te pedir uma dica. Eu sei que não é o ideal, mas me apaixonei por uma árvore na Amazônia que chama cacauí. Alguma chance deu conseguir planta-la em Bananal SP 500m de altitude?

    • Olá Monica,

      Não conheço nenhuma árvore com o nome de cacauí, não será cacaueiro? Se for ele é de origem amazônica e o clima de Bananal é tropical de Altitude, pode tentar cultiva-lo em local reparado de ventos.

      Vale a pena tentar.

      Abraços

  11. Mestre, queria orientação para arbustos e árvores para casa de praia, litoral Natal RN

    • Bom dia Geraldo,

      Para o litoral de Natal, estas são as mais indicadas para cultivo em áreas praianas:

      Acalypha wilkesiana “Hoffmannii” – acalifa
      Aechmea aquilega – gravatá;
      Allagoptera arenaria – guriri;
      Allamanda cathartica – alamanda-amarela;
      Anacardium occidentale – cajueiro;
      Aphelandra sinclairiana – afelandra-coral;
      Breynia nivosa – mil-cores;
      Bulbine frutescens – bulbine;
      Caesalpinia pulcherrima – flamoyãzinho;
      Catharanthus roseus – vinca-de-madagascar;
      Cleome hassleriana – mussambê;
      Clerodendrum quadriloculare – arvore-do-cotonete;
      Clerodendron speciosissimum – clerodendro;
      Clusia fluminensis – clúsia;
      Coccoloba uvifera – uva-da-praia;
      Cocos nucifera – coqueiro-da-praia;
      Costus spiralis – cana-do-brejo;
      Cryptostegia grandiflora – criptostégia;
      Dictyosperma album – palmeira-princesa;
      Graptophyllum pictum – graptofilo;
      Heliconia psittacorum – caetê-tocha-dourada;
      Hibiscus tiliaceus – algodoeiro-da-praia;
      Ipomoea asaralifolia – salsa-brava;
      Ixora coccinea – ixora;
      Latania lontaroides – latânia-glauca;
      Malvaviscus arboreus – malvavisco;
      Mussaenda alicia – mussaenda-rosa-arbustiva;
      Mussaenda frondosa – mussaenda-frondosa;
      Neomarica candida – íris-da-praia;
      Neoregelia cruenta – bromélia-neoregélia;
      Pandanus sanderi “Variegatum” – pândano variegado-de-folha-lisa;
      Paspalum vaginatum – grama- seashore;
      Polyscias guilfoylei – arália-cortina;
      Pritchardia pacifica – palmeira-leque-de-fiji;
      Pseuderanthemum carruthersii – pseudoerântemo;
      Quisqualis indica – jasmim-da-índia;
      Roystonea regia – palmeira-real-de-cuba;
      Sabal causiarum – palmeira-sabal;
      Saritae magnifica – saritéia;
      Thunbergia erecta – tunbérgia-azul-arbustiva;
      Tibouchina moricandiana – quaresmeira-arbustiva;
      Turnera ulmifolia – flor-do-guarujá.

      Abraços

  12. Raul, passando só para agradecer sua atenção em me responder.
    Vou fazer tudo direitinho, tenho certeza que vou recuperar meus Jasmim do Caribe.
    Abraços!

    • Sou eu quem agradece, Ana Maria, sua pergunta!

      Abraços

Secured By miniOrange