Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Pergunte ao Raul

ATENÇÃO LEITORES

Informe na sua pergunta a sua região(Cidade e Estado). Pois estes dados são fundamentais para a elaboração precisa de sua resposta.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

9.760 Comments

  1. Olá Raul, já algum tempo venho tentando descobrir o nome desta planta no entanto sem sucesso tive a informação que se trata de uma espécie da Amazônia. Estou lhe enviando no aguardo se possível de uma identificação, Obrigado.

    • É um Anthurium jenmani, Celso. Aparece como terrestre ou como epífita na Amazônia até o Caribe e as folhas, dependendo do habitat, apresentam formatos diferentes, com pecíolos mais ou menos curtos.

      Abraços

    • Essa planta é remedio?

      • Maria,

        Não que eu saiba.

        Abraços

  2. Amigo Raul

    Conforme sua orientação pulverizo as minhas plantas,mas tenho uma duvida,teria que ser somente na parte superior das folhas ou tambem no verso das mesmas.

    Abraços José Saad 28.11.15

    • As pulverizações, caro José, devem sempre, independente do produto aplicado, umedecer as folhas por inteiro. Isto é: verso e reverso.

      Abraços

  3. alguns chamam de grama preta, não sei ao certo

  4. ola Raul

    sabe algum site que venda semente de grama preta?

    ou mudas mas quero plantar numa área meio grande e sozinha é cansativo

    obrigada

    • Olá Ana Maria,

      A grama-preta só pode ser plantada em mudas, a cada 10 cm e de modo triangular, para que o fechamento seja homogêneo.

      Ela é vendida em caixas na Floricultura Winge: Rua Dr. Mário Totta, 963 – Tristeza, Porto Alegre – Telefone:(51) 3268-4880

      Abraços

  5. Olá Raul!
    Fizemos um canteiro na calçada e gostaria de plantar algo que fosse nativo
    Sei que deve haver o cuidado de plantar algo cujas raízes não danifiquem a calçada.
    Pode me orientar?
    Desde já agradeço muito!

    Abraço

    • Olá Fátima,

      Seguem algumas árvores nativas, típicas de Cerrado, nativas na sua região. Todas são indicadas para essa situação:

      – Anadenanthera colubrina – angico-branco;
      – Schinus terebinthifolius – aroeira-mansa;
      – Peltophorum dubium – canafístula, (FOTO);
      – Lafoensia pacari – dedaleiro;
      – Tabebuia ochracea – ipê-amarelo;
      – Vitex megapotamica – tarumã.

      Abraços

      • Serrado??? Estou perto de S.Carlos e Campinas, poderia jurar que era Mata Atlântica…

        • Serrado??? Estou perto de S.Carlos e Campinas, poderia jurar que era Mata Atlântica…
          De toda forma agradeço a gentileza, muito simpático você…
          Abraço

          • Cara Fátima,

            Lhe agradeço o elogio sobre a minha simpatia.

            Reafirmo que a vegetação nativa de sua região é, predominantemente rasteira, com predominância de cerrado o que caracterizaria esse bioma. O clima tropical, alternadamente seco e úmido é também influenciado pela mata atlântica, segundo dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Por tanto não jure, mas confie na minha experiencia e no levantamento fitogeográfico do referido instituto. Minha simpatia – se é que existe – é apenas uma característica que não deve influenciar esta resposta.

            Qualquer uma das espécies citadas acima são apropriadas para o cultivo na sua cidade e nessa situação mostrada na imagem que nos foi enviada.

            Qualquer dúvida, continuo a sua disposição.

            Abraços

            • Obrigada pela paciência,minha surpresa vem da pura falta de informação!
              Parabéns pelo belo trabalho, confio sim plenamente.

              Abraços

  6. Boa tarde Sr Simpatia Raul ! Qual é o adubo ideal p pitanga e cambucá q estão em vasos? Aproveito oportunidade p pedir informação d adubo p lichia n pomar.
    OBs . Visito sempre aki p aprender c as respostas q vc passa p outras pessoas . Vc é mto gentil. Obrigada.
    Gde abraço e abençoado final de semana.

    • Olá querida amiga,

      A pitanga e o cambucá podem ser adubados agora com 10 litros de esterco de curral adicionando o equivalente a 6 litros de cinzas de lenha livres de sal e/ou gordura em cada vaso e a cada 15 dias os regue com uma mistura de uma colher de sopa do fertilizante Forth Frutas diluído em 1 litro de água.

      A adubação da lichia depende do tamanho da árvore. Em principio pode usar 30 litros de esterco de curral, ou 6 litros de esterco de galinha adicionando o equivalente a 20 litros de cinzas de lenha livres de sal e/ou gordura. A cada 60 dias aplique 300 g do fertilizante Forth Frutas, as aplicações devem ser feitas na projeção da copa, afofando o solo em uma profundidade de mais ou menos 10 cm.

      Em todos os casos os adubos não devem ser aplicados a menos de 5 cm dos troncos.

      Um abraço grandote

      • Gratidão.??
        Boa noite Sr Simpatia

  7. Mudei para um apartamento e gostaria de receber uma orientação sobre uma hortinha de temperos. Meu espaço é pequeno. Tenho duas sacadas, uma recebe apenas o sol da manhã e a outra o dia todo. Fernandópolis é muito quente. Moro no 9ºandar, venta bastante. Preciso saber sobre sol e vento. Quais temperos se adaptarão melhor. Essas coisas. Desculpe incomodar com algo tão pequeno, mas toda ajuda será benvinda. Obrigada, Célia.

    • Você não incomoda, Célia, suas perguntas são bem vindas!

      Na sacada que recebe o sol da manhã pode cultivar:

      Hortelã, manjericão, salsa, orégano, sálvia e cebolinha. Esses temperos podem conviver bem com floríferas ou plantas baixas com folhas coloridas, como:

      Tradescantia zebrina purpusii – lambari-roxo;
      Chlorophytum comosum – clorofito;
      Lantana undulata – lantana-branca;
      Ruellia elegans – ruélia-vermelha;
      Justicia brandegeana – camarão-vermelho;

      Naquela mais ensolarada:

      capuchina;
      pimentas;
      tomilho;
      alecrim;
      coentro;
      manjerona, misturadas com floríferas perenes como:
      Catharanthus roseus – vinca-de-madagascar;
      Evolvulus glomeratus – azulzinha;
      Bulbine frutescens – bulbine;
      Pentas lanceolata – estrela-do-egito;
      Turnera ulmifolia – flor-do-guarujá;
      Portulaca grandiflora – onze-horas.

      Todas convivem bem com os ventos.

      Abraços

  8. oi Raul pode me dizer que planta é essa? e cresce rapido?,,obrigada

  9. Olá, Raul
    Acabei de chegar de Natal,RN, e fiquei encantada com a planta buque de noiva. Sou de Maringá-Pr. Aqui é muito quente e acho que esta planta vai gostar muito desta região.
    Onde posso conseguir uma muda para enfeitar o jardim da casa da minha avó???
    Obrigada!!!
    Att,
    Tatiane

    • Boa noite Tatiane,

      O clima de Natal não é propício para o buquê-de-noiva (Spiraea cantoniensis). Ele desenvolve bem em climas com invernos marcantes e a capital do Rio Grande do Norte raramente tem uma temperatura abaixo dos 18º.

      Se quiser enfeitar o jardim de sua avó com um arbusto ou uma trepadeira com flores brancas prefira qualquer um destes que seguem:

      Beaumontia grandiflora – trombeta-branca;
      Stephanotis floribunda – jasmim-de-madagascar;
      Cordia leuocephala – moleque-duro;
      Euphorbia leucocephala – neve-da-montanha;
      Jasminum sambac – jasmim-bogari (FOTO);
      Clerodendron fragrans – clerodendro-perfumado;
      Randia formosa – estrela-do-norte.

      Abraços

    • Oi, Raul. Tudo bem???
      Eu não sou de Natal, não…
      Sou do norte do Paraná, Maringá…
      É em Maringá que quero plantar a buque de noiva…
      Mas não sei onde encontrar!!!
      Att,
      Tatiane

      • Oi Tatiane,

        Desculpe, entendi errado! Agora sim, o buquê-de-noiva a que você se refere é a Plumeria pudica. Acontece que os nomes populares causam confusão na maioria das vezes e essa plumeria também é conhecida por esse nome. Entre no link: http://www.jardimcor.com/catalogo-de-especies/plumeria-pudica/ deste mesmo blog para vê-lo. Se é ele poderá comprar uma muda na Floricultura Campineira, fale com o Sr. Nuto ou com Guilherme (19)8157-8887 – http://www.floriculturacampineira.com.br. Na sua cidade também há bons cultivadores de plantas ornamentais, mas essa planta ainda é difícil de encontrar fora da região Norte e Nordeste.

        Abraços

  10. Bom dia,

    Raul, preciso de sua ajuda estou com uma cerca viva feita de murtas que estão ficando sem folhas e os galhos ressecando e morrendo, percebi tem essa massa verde crescendo no tronco delas, segue foto para mostrar, elas ficam ao sol pleno e rega diária, fica próximo à praia. O que posso fazer para melhorar?

    • Olá Flavia,

      A foto mostra que líquens estão ocupando espaço e sufocando suas murtas. A pasta bordalesa deve ser utilizada para o tratamento dos troncos e ramos, para elimina-los. É recomendável fazer uma escovação, antes de se aplicar a pasta.
      Essa pasta deve ser preparada com 1 kg de sulfato de cobre; 2 kg de cal virgem e 10 litros de água.
      Diluir com 5 litros de água em um recipiente que não seja de metal, (plástico é ideal) colocando-o de molho um dia antes por causa da dificuldade em desmanchar. Em outro recipiente dissolver a cal em 5 litros de água.
      Deitar sobre a água de cal a solução de sulfato de cobre, nunca o contrário, mexendo sempre e completando o volume até os 10 litros.

      Passar a pasta nos troncos e ramos com um pincel. Repetir a operação 3 vezes com um intervalo de 7 dias.

      Abraços

      • Obrigada!!!

        • Raul, esqueci de perguntar o que causa a propagação deste liquéns?

          • Oi Flavia,

            Os líquens habitam as mais diferentes regiões do planeta, sendo pioneiros pois sobrevivem em locais de grande estresse ecológico mas, apesar disto, não resistem nos ambientes poluídos. Surgem com o auxilio dos ventos nas pedras, folhas, em telhados, no solo, nos troncos e ramos das árvores e arbustos, etc.

            Abraços

  11. Oi o veneno da lagarta e perigoso pra humanos

    • Olá Maria José,

      A lagarta encontrada com mais frequência não é urticante nem venenosa. Entretanto lhe recomendo não tocar nelas, já que algumas conhecidas também como taturanas possuem espinhos O que secretam substancias tóxicas, produzindo uma dor latejante ou inchaço, náuseas e as vezes erupções. Algumas lagartas podem causar asma, hemorragia e problemas renais.
      Com a lagarta Lonomia, (FOTO)conhecida popularmente como taturana ou mandrová, deve-se ter um cuidado especial, já que é mais comum e muito atrativa por seu aspecto. As crianças precisam ser alertadas para evitar qualquer contato.
      Entretanto as precauções com elas não devem ser transformadas em fobias. Lembre que as borboletas foram antes essas lagartas que as vezes metem medo.

      Abraços

  12. Bom dia Raul!
    Durante o curso de imersão em paisagismo, no Sitio Burle Marx dia 21/11/2015 o senhor comentou que quando a planta é nativa as formigas atacam mas não matam, e, que no caso das exóticas as formigas cortam até matar intencionalmente.
    Fiquei a pensar sobre isso e tenho um outro entendimento sobre isso. Durante o processo evolutivo a planta nativa deve ter desenvolvido alguma defesa química que segrega após o primeiro ataque, e a formiga não volta a atacar até que a “arma química” acabe. Como a planta exótica não conviveu em seu processo evolutivo com aquelas formigas, não tem nenhuma defesa e sofrerá sucessivos ataques até que comprometa sua sobrevivência.
    Um grande abraço!

    • Boa tarde Jorge,

      Fiquei muito curioso e interessado com sua colocação e pode ser que a solução do enigma seja essa. Se tiver algum trabalho acadêmico (ou não) que investigue o assunto, por favor me mantenha a par.

      Abraço grande

  13. Boa noite Raul!
    Ou bom dia é claro! kkkkkk
    Volta mais uma vez solicitar sua ajuda… as dúvidas são muitas, mas hoje é a seguinte:
    Posso plantar em vasos usando somente aquela terra pronta comprada em sacos?
    Sempre dizem para misturar com a terra comum..mas não tenho quintal com terra…
    Estou com receio de estar fazendo tudo errado…
    Mais uma vez, agradeço sua atenção!

    • Olá Dirce,

      As terras ensacadas vendidas em supermercados e gardens geralmente são boas, é claro que não posso garantir a qualidade de todas as que são comercializadas. O Forth Condicionador Solos, por exemplo, é um composto esterilizado e com o pH corrigido. Não necessita de adição de qualquer outro produto na implantação de plantas em vasos e é vendido nesses comércios citados.

      Abraços

      • Obrigada Raul!!! Sempre pronto a ajudar nós leigos nas atividades de jardinagem caseira!!!! Valeu!!!!

  14. Boa tarde sr. Raul
    Gostaria de mais informações sobre jardins verticais feitos com tela( tecido) a melhor forma de irrigar as plantas
    Outra pergunta seria sobre. Jardins em cima da casa , saber a melhor maneira de impermeabilização da lage
    Grato desde ja

  15. Raul, boa tarde!
    há alguns meses escrevi pedindo-lhe orientações sobre como recuperar minha Lágrima de Cristo. Anexo uma foto de hoje para vc ver como ela está bonita. Suas dicas foram perfeitas! Agora peço nova orientação sobre o seguinte: tenho uma edícula construída junto à divisa dos fundos do lote, com um teto jardim. Além da divisa, há uma passagem de pedestres com largura entre 4 e 5 metros, pública, e depois o lote vizinho, construído também na divisa. Gostaria de isolar visualmente minha casa da deste vizinho e pensei em plantar, no teto verde, uma trepadeira ou planta que caísse para o lado da passagem pública, pois há uma altura de cerca de 3m. Eu poderia ainda colocar fios paralelos e acima da borda do teto e fazer com que a planta subisse um pouco mais antes de cair. Pensei algo como jasmim amarelo. Mas meu grande receio é comprometer a impermeabilização da laje deste teto jardim (há de 30 a 40 cm de terra acima da laje e a impermeabilização foi feita com manta aplicada a fogo, anti-raízes). Já procurei na Web e consultei os livros de jardinagem que tenho (não são muitos), mas raramente há informações sobre as raízes das plantas. Vc acha que as raízes do jasmim amarelo podem comprometer a impermeabilização? Haveria alternativas melhores? Não precisa ser necessariamente uma trepadeira, mas é fundamental que a planta não tenha raízes agressivas e alcance, se possível, um porte mais alto.
    Grande abraço,
    Karla

    • Oi Karla,

      Que bom que essa lágrima-de-cristo tenha melhorado!

      O jasmim-amarelo não afetará a impermeabilização, mas há outras que poderia usar para debruçar com ramos compridos, por exemplo:

      Se o espaço for sombreado:

      – Vinca major – vinca-pendente;
      – Tradescantia zebrina – lambari;
      – Epipremnum pinnatum – jibóia;
      – Philodendron hederaceum – filodendro-pendente.

      Se recebe sol:

      – Muehlenbeckia complexa – dinheiro-em-penca;
      – Plectranthus coleoides “Variegata”- plectranto;
      – Allamanda cathartica – alamanda-amarela;
      – Plumbago auriculata – bela- emília;
      – Quisqualis indica – jasmim-da-índia, esta pode debruçar e se erguer simultaneamente (FOTO);
      – Abutilon megapotamicum – lanterninha-chinesa.

      Para harmonizar essas plantas pendentes com alguma outra que “suba” sem necessidade de esses fios recomendo:

      – Tibouchina mutabilis “Nana” – manacá-da-serra-anão;
      – Breynia nivosa – mil-cores;
      – Thunbergia erecta – tumbérgia-arbustiva;
      – Brunfelsia uniflora – manacá-de-cheiro.

      Abraços

      • Raul, você me deu muitas opções, várias das quais já haviam me ocorrido. Mas ficava temerosa quanto aos possíveis danos à impermeabilização. Obrigada!

        • Oi Karla,

          Nenhuma das relacionadas afetará a impermeabilização, desde que a camada drenante composta por argila expandida, Bidin, carvão e areia seja distribuída corretamente, antes de colocar o substrato.

          Abraços

  16. Estou com uma praga , e sei que todas elas vem por desiquilibrio dos predadores X inseto . Mandei a pergunta pelo face , mas vi que vocês respondem por aqui. É um tipo de besouro , pequeno , verde/marrom metálico – as folhas de árvores , plantas ficam rendadas . Não sei como cuidar , pois pego gato de rua para alimentar e cuidar e tenho uns 30! Tenho medo de colocar mulatólogo , por mais diluído que coloque ! É veneno …

    • Olá Paula,

      Para combater esse besouro, sem colocar em perigo seu gatos, lhe deixo uma receita caseira que não é tóxica para eles, mas é eficaz para eliminar essa praga.

      Coloque 5 pimentas malagueta em um vidro, acrescentando 200 ml de álcool para cobri-las, feche o frasco e deixe curtir, longe da luz, por mais ou menos 3 dias. Depois desse tempo o extrato já pode ser utilizado ou guardado em um local escuro. Normalmente 3 colheres de sopa desse extrato, por litro de água, é suficiente para pulverizar as plantas, repetindo a operação semanalmente por 3 vezes. Faça isto bem cedo de manhã ou no final da tarde, de modo a molhar totalmente as folhas por baixo e por cima e não regue a planta, molhando as folhas, por, pelo menos, 12 horas.

      Abraços

      • Olá, Raul.
        Essa receita vale para todos os besouros?Posso guardar essa solução por quanto tempo?

        Te desejo um bom começo de ano!

        • Vale, sim, Michel, ela pode ser guardada em um local escuro durante 30 dias.

          Abraços e um bom começo de ano para você também!

  17. Caro Raul
    Tenho uma muda de Pau Brasil,pretendo plantar na calçada em frente ao meu prédio. Gostaria de saber a sua avaliação. Grato.
    Jorge

    • Olá Jorge,

      O pau-brasil (Caesalpinia echinata) é de médio porte, 7 a 10 metros de altura; muito utilizado ultimamente em arborização urbana.

      O crescimento é muito lento, não ultrapassando 2,5 m de altura nos 2 primeiros anos de idade.

      Na sua região era nativo portanto a escolha é perfeita, apenas uma ressalva, o sol direto, especialmente o da tarde, não é bem recebido por essa espécie, mas de resto certamente o pau-brasil é muito bom para sombreamento de calçadas.

      Abraços

  18. Boa tarde
    Tenho algumas Ipomeia Rubra planta em um muro.
    Desde o inicio do ano apareceram essas ‘praga’ (conforme a foto) nas folhas e brotos novos. Já usei alguns agrotóxicos sem sucesso.
    Fui aconselhado por um funcionária de um viveiro de plantas a retirar a planta porque não sera possível controlar essa praga.
    Tem alguma solução para me ajudar.
    Muito Obrigado.

    • Boa noite Vander,

      Sua ipomeia foi atacada por pulgões. Para combatê-los bastam 3 pulverizações com calda de fumo, feitas semanalmente na parte da manhã.

      PREPARO:

      Picar 50 g de fumo de corda e colocar num vidro com 1 litro de água durante 12 horas (se deixar mais tempo fermenta), coar, diluir em 5 litros de água e a calda está pronta para ser usada.

      Se plantar junto à trepadeira um pé de arruda, hortelã ou camomila, por serem repelentes, atuam também sobre essa praga.

      Abraços

  19. Olá Raul!
    Estou começando na área e estou com muita duvida a respeito do uso da Ravenala madagascariensis (arvore do viajante), ultimamente tenho visto o uso em várias composições até mesmo em canteiros relativamente estreitos (40cm) e com solos rasos ou próximos a canos. Porém pelo que conheço da espécie ela pode chegar até a 9 metros aproximadamente. Nesses casos não comprometeria o projeto o uso dessa espécie? Acredito que apesar de ser parente da bananeira, ainda assim pelo porte adulto da planta deve-se tomar cuidado com as raízes, certo?

    • Olá Juliana,

      As raízes são comportadas, formando um grupo pouco profundo, desde que o solo seja rico em matéria orgânica e receba regas frequentes para mante-lo levemente úmido.

      A altura delas depende muito da insolação e dos ventos. Caso receba o sol da manhã e não seja afetada por ventos a altura pode alcançar, aqui em São Paulo, 7 m.

      Abraços

  20. A foto das palmeiras da pergunta anterior

  21. Olá Raul, parabéns pelo seu trabalho, admiro muito seu conhecimento!
    Tenho alguma palmeiras em casa, e de uns dois anos pra cá, elas começaram a ficar diferentes… O primeiro sintoma como se vê numa das fotos… O mastro que será uma nova folha começa a deitar….nas palntas saudáveis ele é ereto, sempre pra cima,
    Então ele começa a ficar torto e devagar todas as folhas vão se dericionando para o lado, como se estivesse murchando, mas ela não está murcha, não tem lagarta, nem nenhum bichinho que de pra ver…..olhe as fotos como elas ficam..
    Uma ficou tao feia que cortei…e agora as outras estao começando a ficar assim tambem… O que é isso!
    Muito obrigada!

    • Olhe a foto do inicio do problema a folha que ainda nao abriu esta torta…

    • Olá Ângela,

      Pelas fotos e seu relato arriscaria diagnosticar que o que as está atacando é a broca-do-olho-das-palmeiras (Foto). São besouros grandes que se alimentam dos tecidos das palmeiras fazendo galerias. O sintoma deste ataque é a murcha e o amarelamento das folhas, que acaba por tombar toda a coroa foliar, como mostra as imagens que nos envia.

      Tente descobrir o besouro para constatar meu diagnóstico e se, lamentavelmente, for isso, as palmeiras mortas estando tombadas ou não, deverão ser queimadas e em seguida enterradas, evitando desse modo que a praga se alastre, contaminando outras palmeiras.

      Informe-se sobre armadilhas específicas, que controlem o besouro, em lojas de insumos agrícolas.

      Abraços

      • Olá Raul!
        Estou imensamente grata por sua atenção!
        Olha, já cortei uma palmeira que estava tão murcha que meu vizinho ficou com medo dela cair….
        Ao cortar, procurei a causa…. E não encontrei nenhum besouro, larva, mosquito…. E as folhas não ficaram amarelas…
        A Palmeira estava caída e verde, sem ataque de nenhum inseto……há outras palmeiras perto de minha casa com o mesmo problema…
        Um abraço!!!!!

  22. Querido Amigo, Sou completamente loouuucccaa por Caladius. Vivo sempre procurando bulbos para comprar. Vocês vendem ou têm indicação de produtores ?
    Aguardo ansiosamente.

  23. Raul,
    Quando teremos um curso de imersão seu aqui em Salvador? Existe uma carência enorme de cursos nesta região. beijos e abraços

    • Oi Flávia,

      Quero muito dar um curso em 2016. Já estive em maio dando um curso sobre jardins internos e em outubro fiz uma oficina de grama na fazenda da Itograss (30 km de Salvador).

      Seria interessante um curso de 8 horas, como o que vou dar no próximo dia 21 no Sítio Burle Marx. Preciso de um auditório e de patrocinadores locais para viabilizar o evento.

      Abraços

      • Olá,
        Raul eu estive no de outubro na Itograss e adorei precisamos de mais!

        • Desculpa Flávia pelo meu descuido!!!

          Vamos trabalhar para que possa estar com vocês em 2016.

          Abraços

  24. Bom dia!
    gostaria de saber se para fechar turma com quantos alunos é necessário? eu pergunto pois faço pós graduação em paisagismo em MG e estamos em 10 alunos se quis sessemos fazer o curso com vocês seria possível, se sim vocês já tem as datas para o ano que vem.

    • Olá Jusilene,

      Esse curso seria em Belo Horizonte? É no INAP?

      Aguardo sua resposta.

      Abraços

  25. Boa tarde, preciso fazer um trabalho sobre barreira acústica, já pesquisei árvores e arbustos, gostaria q me ajudasse a montar o texto falando as vantagens da barreira acústica, Mto obrigada

    • Olá Genoveva,

      Segue um texto que pode ajudá-la. Entretanto não deve copia-lo e sim usa-lo como base para o que irá escrever:

      A poluição sonora é outra das preocupações nas grandes cidades. Os renques compactos, formados por uma vegetação mista (arbórea e arbustiva), conseguem minimizar ruídos externos. Música alta produz mais ou menos 90 decibéis, um aspirador até 70 dB e um grupo de pessoas conversando 50 a 60 dB. Se plantarmos uma cerca formada por plantas com folhagem densamente estruturada, conseguiremos reduzir os ruídos em 10 decibéis por metro de largura da sebe. Portanto uma mata fechada formando um cinturão de 10 metros de dimensão transversal, teria a capacidade de silenciar a maioria dos barulhos cotidianos.

      ALGUMAS ESPÉCIES QUE ATUAM COMO ISOLANTES ACÚSTICOS:

      Buxus sempervirens – buxinho
      Rhododendron simsii – azaléia
      Clusia fluminensis – clúsia;
      Viburnum tinus – viburno;
      Abelia grandiflora – abélia
      Gardenia jasminoides – gardênia;
      Hydrangea macrophylla – hortênsia;
      Ixora chinensis – ixora-vermelha;
      Ligustrum sinense – ligustrinho;
      Pittosporum tobira – pitósporo-japonês;
      Pittosporum eugenioides “Variegatum” – pitósporo;
      Cupressus lusitanica – cedrinho;
      Cupressus sempervirens – cipreste italiano;
      Callistemon citrinus – escova-de-garrafa;
      Dracaena fragrans massangeana – pau-d’água;
      Malvaviscus arboreus – malvavisco;
      Calliandra tweedii – caliandra;
      Schefflera arboricola – cheflera-pequena;
      Thunbergia erecta – tumbérgia-arbustiva;
      Grevillea banksii – grevílea-anã;
      Podocarpus macrophyllus – podocarpo;
      Bambusa metake – bambú-metake;
      Bambusa multiplex “Elegans” bambu-folha-de-samambaia;
      Bambusa gracilis – bambusa-gracilis;
      Bambusa vulgaris vittata – bambu-brasil;
      Hibiscus rosa-sinensis – hisbisco;
      Camellia japonica – camélia
      Nerium oleander – espirradeira;
      Sanchezia nobilis – sanquésia;
      Kopsia fruticosa – cópsia;
      Ervatamia coronaria – jasmim-café;
      Codiaeum variegatum – cróton;
      Caesalpinia sepiaria – espinho-de-cerca;
      Murraya paniculata – murta-de-cheiro

      Neste mesmo blog leia a matéria:
      http://www.jardimcor.com/paisagismo/paisagista-diminui-poluicao-sonora/

      Abraços

  26. Raul, não sei se lembra de mim. Sou mãe do Allan Lopes. Pela segunda vez venho recorrer aos seus conhecimentos pra identificar esta planta para um grupo de amigas. Pode ser?
    Muito Obrigada.
    Um abraço
    Selma

    • Claro que lembro, Selma,

      E gostaria poder ajuda-la, mas só com essa imagem é difícil.

      Preciso saber:

      – É uma árvore, um arbusto, uma trepadeira?
      – O frutos são comestíveis?
      – Como é a flor? Você consegue me enviar uma foto dela?

      Abraços

  27. Ola prof Raul
    Td bem?

    Gostaria de ficar informada sobre cursos e eventos sobre paisagismo em ssalvador.

    Obrigada.

    Rita Reis.
    8801.1060

    • Perfeito Rita,

      Você acaba de ser cadastrada e receberá informações dos cursos via e-mail.

      Abraços

  28. Oi Raul, aproveitando a visita à página para ver sua resposta, gostaria de uma sugestão sobre trepadeiras para cobrir muros, de preferência variedades que “grudem” neles. Me sugeriram a hera de inverno, mas gostaria de saber se há outras opções. Este muro fica numa face sudeste (mais sul do que leste!). Obrigada!

    • Olá Nádia,

      Seguem algumas opções:

      Epipremnum pinnatum – jiboia;
      Syngonium angustatum – singônio;
      Scindapsus pictus – potos-cetim;
      Philodendron andreanum – filodendro-veludo;
      Philodendron erubescens – filodendro-roxo;
      Hedera helix – hera;
      Ficus radicans “Variegata” – figueira-de-folhas-variegadas;
      Monstera adansonii – monstera-do-amazonas (FOTO).

      Abraços

      • Maravilha, Raul! Obrigadíssima!!

        • Olá novamente, Raul! Ainda sobre as trepadeiras acima! Tenho uma outra situação com a mesma insolação, porém é um paredão de uns seis metros de altura, que está rebocado e será pintado. Nestas condições seria possível utilizar as opções que você sugeriu, ou seja, elas se sustentam numa parede desta altura pintada? Obrigada!

          • Oi Nádia,

            Sim, principalmente se a superfície desse paredão for porosa e áspera, revocada com chapisco grosso. Elas só não se agarram bem em muros pintados com cal.

            Abraços

            • Obrigada, mestre!

  29. Oi Raul, bom dia!

    Você me indicaria marcas de tomadas para uso em jardim?
    Como são tomadas que irão receber sol, chuva e umidade, acredito que sejam especificas.

    Muito obrigada!
    Camilla

  30. Tenho uma dúvida de preguiçosa. É possível borrifar as plantas juntando um defensivo e um adubo ao mesmo tempo. Por exemplo colocando no borrifador um NPK, ou chorume junto com óleo de Neen ou junto com um fungicida? Obrigada

    • Sim Selma, é possível desde que o óleo de neem não seja misturado com cupricidas. O neem pode ser associado aos fertilizantes foliares.

      Abraços