Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

A Felicidade no Jardim

Com frequência usamos a palavra felicidade ou feliz, sem interpretar o significado desse sentimento. Sentir essa sensação de alegria plena, que permanece por um período longo, nos alimenta física e psiquicamente e faz isto com momentos de alegria e de bem-estar, nutrindo nossa alma.

Na Grécia Antiga os filósofos, especialmente Aristóteles, usavam o termo Eudaimonia para definir “o estado de ser habitado por um bom gênio dentro de nosso espírito”. Já Lao Tsé, por volta do século VI a.C., argumentava que a harmonia, na nossa vida, podia ser alcançada em contato com as forças da natureza. Vejo que atualmente essa natureza está representada pelo jardim que cultivamos ou até por uma pequena planta que cuidamos, regando-a periodicamente, para que ela retribua esses cuidados com suas flores ou frutos.

O jardim é nosso refúgio, nele encontramos a paz que nos distancia de um cotidiano cheio de compromissos ou de tarefas tediosas que devemos executar. As vezes até atravessamos períodos monótonos onde esse jardim nos serve de alívio, como se fosse um oásis em meio de um deserto de infortúnios, a terapia em um mundo real onde nossos desejos nunca conseguem ser realizados. Penso que esse espaço verdejante, grande ou diminuto, nos dá o prazer imensurável de cuidá-lo com a expectativa, apenas, de ver folhas orvalhadas e flores pintadas com as cores do arco-íris.

Sim, acho que o jardim pode ser um grande aliado para encontrar a felicidade sonhada. Não importa a idade, o sexo ou a situação econômica, é ele que, sem distinção, brinda entretenimento e deleites, mostrando um capim radiante ou uma árvore que derrama sombra nas tardes ensolaradas.

Se você ainda não praticou essa terapêutica natural e descontaminada de qualquer tendência política, religiosa ou social, faça a experiência de se cercar com um jardim. Ele proporcionará ingredientes nobres, temperos necessários para que sua vida seja feliz.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.

4 Comments

  1. Olá. Eu gostaria de saber se as decorações noturnas dos jardins prejudicam as plantas, se elas não precisariam descansar nesse período, mas as luzes não deixam.

  2. Olá mestre Raul senhor poderia mim ajudar .tenho dúvida lavudula e alfazema são a mesma coisa ?oh há diferença senhor poderia mim ajudar desde já agradeço!

    • Olá Luiz,

      Lavandula e alfazema são do mesmo género, mas há algumas diferenças.

      A alfazema difere da lavanda por apresentar folhas mais largas e floração tardia, mais para o fim do verão e com odor mais canforado, e é por este motivo mais utilizada em perfumaria.

      A lavanda, originaria do Mediterrâneo e seu nome vem do latim lavandus, que significa lavar.
      Seu perfume tem um cheiro doce, com notas balsâmicas.

      Já a alfazema tem um aroma que lembra cânfora, diferente das outras lavandas.

      Abraços