Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Euphorbia tirucalli ‘Sticks on Fire’

avelós-róseo, avelóz-rosado, árvore-lápis-vermelho

A primeira impressão é de surpresa ao ver esta planta extremamente tolerante ao calor, à seca e livre de doenças e pragas. Menos conhecida do que o avelós (chamado também de cega-olho, mata-verrugas ou pau-pelado). Cresce muito vagarosamente e nunca obterá o mesmo tamanho daquela. Seus múltiplos ramos são tão finos quanto um lápis e apresentam uma cor dourada avermelhada com pequenas folhas que logo caem. A cor tende a ficar amarela no verão e torna-se mais vermelha no inverno, sendo sempre mais intensa quando cultivada a pleno sol.

Seu aproveitamento no paisagismo deve ser considerado nos telhados verdes, nas sacadas expostas ao sol e aos ventos, inclusive no litoral nordestino, em vasos e particularmente nas regiões sujeitas às estiagens prolongadas, como na caatinga e no cerrado. Esta espécie, que começou a ser cultivada em 1995 depois de ser encontrada e colhida na África do Sul no final da década de 1980, não necessita de adubações nem de qualquer defensivo, apenas de solos arenosos e de sol intenso.

Ela é tóxica, portanto deve-se tomar muito cuidado ao manuseá-la, pois as hastes quebram com facilidade e a seiva láctea causa irritação na pele e ardor sério na vista.

  • Sinônimos estrangeiros: red pencil tree, pencil tree, milkbush, milk bush, finger tree (em inglês).
  • Família: Euphorbiaceae.
  • Características: Arbusto suculento.
  • Porte: 0,80 a 1,80 m.
  • Fenologia: Todas as estações.
  • Cor da flor: Branca, sem importância ornamental.
  • Cor da folhagem: Verde-róseo ou amarelado.
  • Origem: África do Sul, norte de Madagascar atravessando a África tropical e subtropical e península Arábica.
  • Clima: Subtropical/ tropical (não tolera geadas).
  • Luminosidade: Sol pleno.

Raul Cânovas nasceu em 1945. Argentino, paisagista, escritor, professor e palestrante. Com 50 anos de experiência no mercado de paisagismo, Cânovas é um profissional experiente e competente na arte de impactar, tocar, cativar e despertar sentimentos nos mais diversos públicos.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.