Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Cobaea scandens

sinos-de-convento, estefânia

Foto de Forest & Kim Starr, CC BY 3.0 US, via Wikimedia Commons

Nos jardins esta trepadeira é ideal cobrindo grandes estruturas, como pérgolas, caramanchões, muros e também árvores de grande porte. A estefânia é uma trepadeira vigorosa, com crescimento extremamente rápido e portanto não muito indicada em estruturas menores como pequenas treliças, porém é possível cultivá-la em grandes vasos. Suas flores emanam uma fragrância muito delicada e são polinizadas principalmente por morcegos. É aconselhável usar condutores de cabos de aço, para conduzi-la, já que o peso da ramagem é considerável. As podas podem ser feitas para controlar o tamanho, sempre no inverno, após a florada.

Foto de Mokkie, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

O nome do gênero Cobaea foi atribuído a esta planta em homenagem ao padre jesuíta e escritor espanhol Bernabé Cobo, (1582 – 1657) que também foi um renomado naturalista de sua época.

Foto de Amada44, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

É multiplicada pelas sementes e também por estaquia e alporquia.

  • Sinônimo estrangeiro: cathedral bells, monastery bells, cup-and-saucer vine, cathedral bells, mexican ivy, (em inglês), yedra morada de México, (em espanhol).
  • Família: Polemoniaceae.
  • Características: trepadeira semi-lenhosa.
  • Porte: ramos com até 8 metros de comprimento.
  • Fenologia: primavera, verão, outono.
  • Cor da flor: roxa ou branca.
  • Cor da folhagem: verde-escura.
  • Origem: México.
  • Clima: subtropical/ tropical/temperado. Não tolera geadas.
  • Luminosidade: sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange