Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Lamium maculatum

lâmia-manchada, lâmio-maculado, chuchas, chupa-pitos, coelhos

Foto de Krzysztof Ziarnek, Kenraiz, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Uma planta formidável para usa-la como forração em áreas sombreadas, onde a grama não desenvolve bem. Da mesma família das hortelãs, forma uma massa densa e baixa, ocultando totalmente a terra do local. As folhas são ovais, enrugadas e cordiformes, verde-prateadas com bordas verdes e a florada atrai borboletas, abelhas e mamangabas. Não tem efeitos tóxicos relatados para os animais domésticos.

Foto de Krzysztof Ziarnek, Kenraiz, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

A lâmia-manchada foi introduzida na Itália em 1683, sendo disseminado seu cultivo por toda Europa e Ásia anos mais tarde.

Foto de Photo by David J. Stang, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

É multiplicada pela divisão da planta e também por estacas, quando estas tocam o solo, emitem raízes, originando uma nova planta.

  • Sinônimos estrangeiros: spotted deadnettle, (em inglês); ortiga muerta, ch ordiga, chupamieles, gallicos, gallos, lamio maculado, mamatetas, ortiga blanca, pata de gallina, zapatitos de la virgen, (em espanhol); lamier macule, lamier tacheté, (em francês); gefleckte taubnessel, (em alemão); falsa ortica macchiata, ardicoletta, besia salvadega, (em italiano).
  • Família: Lamiaceae.
  • Características: herbácea perene de folhagem ornamental.
  • Porte: 15 a 30 centímetros de altura.
  • Fenologia: primavera e verão.
  • Cor da flor: roxa.
  • Cor da folhagem: verde-prateada com bordas verdes.
  • Origem: centro e sul da Europa, sudoeste de Ásia.
  • Clima: subtropical/temperado; tolera o frio mas não as geadas.
  • Luminosidade: meia sombra/sombra.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange