Sobre o Blog e Contato

Paisagismo e Jardinagem

Papaver somniferum

Papoila-dormideira, papoula, dormideira, papoila do ópio

A papoila do ópio é uma herbácea fácil de cultivar nas regiões de clima temperado. Deve ser plantada em canteiros com boa drenagem e matéria orgânica, crescendo também em vasos com suficiente espaço para as raízes. Pode ser semeada entre abril e setembro.

Através de cortes na cápsula dela, logra-se um látex que, retirado da planta enquanto está ainda está verde, se transforma em ópio, produto que contém numerosos alcaloides como a codeína, a papaverina, a narcotina e especialmente a morfina, substância utilizada como analgésico em terapias para doenças cancerígenas, entre outras, inventada por Friedrich Sertürner, em 1803.

Usada na culinária em saladas, desde a antiguidade, pelos gregos e no Império Romano, hoje é aproveitada dessa maneira nas regiões do Mediterrâneo. Na Antiga Grécia era usada pelos médicos para incentivar o sono e na mitologia é vinculada às divindades ligadas ao sono ou à noite, como Morfeu, deus do sonho e irmão de Hipnos. Também os babilônios e assírios usavam a seiva da papoula para produzirem remédios. Atualmente é utilizada em massas, pães, bolos, tortas, salada de frutas, compotas e biscoitos.

A papoila é considerada tóxica e pode causar dependência quando usada por longos períodos continuamente.

  • Sinônimos estrangeiros: Opium poppy, breadseed poppy, (em inglês); amapola real, adormidera, (em espanhol); pavot somnifère, pavot à opium, (em francês); mohn, schlafmohn, gartenmohn, olmohn, opiummohn, (em alemão); keshi, papi, (em japonês).
  • Família: Papaveraceae.
  • Características: Herbácea.
  • Porte: 0,80 a 1,00 metro de altura.
  • Fenologia: Verão.
  • Cor da flor: Do branco ao roxo, com vários tons de vermelho ou cor-de-rosa.
  • Cor da folhagem: Verde-claro.
  • Origem: Sudeste da Europa e da Ásia Ocidental.
  • Clima: Temperado/subtropical.
  • Luminosidade: Sol pleno.

Comente ou pergunte

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso! Está a tentar enviar uma imagem inválida. A imagem não vai aparecer com o seu comentário.